Huawei deve perder ainda mais espaço para Apple no mercado de tablets

Por Diego Sousa | 27 de Outubro de 2020 às 15h40
Muhannad Ajjan/Unsplash
Tudo sobre

Huawei

Saiba tudo sobre Huawei

Ver mais

Apesar de ter conseguido alcançar o primeiro lugar no mercado de smartphones neste ano, ultrapassando a rival Samsung no primeiro semestre, a Huawei cresceu menos que o esperado quando comparado com 2019, consequência das restrições impostas pelo governo norte-americano contra ela.

Para 2021, o crescimento da empresa pode ser ainda menor, de acordo com o relatório mais recente da Digitimes. Os analistas estimam uma perda de 11% no segmento de tablets no ano que vem, quando o estoque de processadores deve chegar ao fim.

Embora a Huawei ainda seja a principal fabricante de smartphones na China, de onde vem grande parte da sua receita, atualmente o segmento de tablets no país é dominado pela Apple com 42% de participação, cerca de 9% a frente da marca chinesa, com 33%. Microsoft e Lenovo são os terceiro e quarto lugares, com 3,5% e 3%, respectivamente.

A expectativa é que a Apple expanda seu market share no país chinês para 46,4%, enquanto a Huawei caia para 22%. Sua rival Lenovo veria um crescimento de mais de 5%, saltando para 9,6% de participação, deixando a Microsoft para trás com apenas 4%. Em outros mercados além da China, a Maça deve continuar reinando no Japão e a Samsung manteria sua primeira posição em países da Europa e Ásia-Pacífico.

Reforçando previsões recentes da Strategy Analytics, a Digitimes vê uma queda de mais de 50% na venda de smartphones para 2021 em comparação com 2020. A previsão é que a empresa venda apenas 59 milhões de unidades no ano que vem, também devido ao possível fim do estoque de chips para a produção de novos aparelhos.

No entanto, o futuro da Huawei na indústria ainda é incerto, visto que a Samsung e a Intel já conseguiram autorizações especiais para voltarem a negociar com a fabricante chinesa.

Fonte: Digitimes  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.