Rumor | “SiriOS” será revelado pela Apple na WWDC de 2020

Por Rafael Arbulu | 20 de Julho de 2019 às 18h45
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

Mais um rumor sobre a Apple, apesar de esse parecer estranho até mesmo para a própria empresa, está percorrendo a mídia internacional: segundo um relatório publicado pela empresa de análise de mercado Mangrove Capital Partners, a gigante tecnológica de Cupertino deve anunciar possivelmente na WWDC 2020 um sistema operacional totalmente voltado à tecnologia de reconhecimento de voz, apelidado “SiriOS”.

O documento Voice Tech 2019 (“Tecnologia da Voz”, na tradução literal) diz que “a comunidade da voz espera que a Apple lance o seu SiriOS para a sua comunidade de desenvolvedores” no seu evento do ano que vem, “trazendo inovação e maior adoção”. O documento não dá, porém, nenhum detalhe sobre o que ele é de fato, limitando-se a citar especialistas do setor, que indicam que tal sistema seria “desejável por permitir maior inovação, além de ser visto por muitos como uma necessidade para igualar o progresso feito por Amazon e Google com seus assistentes de voz”.

Relatório cria expectativa de que Apple deve lançar, até 2020, um sistema operacional exclusivamente dedicado à Siri, sua assistente virtual

Dentro do relatório, há menções de que o SiriOS seria um sistema independente, destoando do que a Siri, a assistente virtual da Apple, é hoje: atualmente, a função é totalmente atrelada ao iOS e iPadOS, limitada pela obediência aos parâmetros destes dois sistemas operacionais. A expectativa da Mangrove Capital Partners é que, logo menos, a Siri deixe de ser “parte de um sistema” para se tornar o próprio sistema, não muito diferente do que se vê em kits de desenvolvimento do Google Assistente ou Alexa (da Amazon).

Isso, segundo especialistas, traria maior liberdade aos seus desenvolvedores. Por exemplo, criadores de aplicativos poderiam atrelar a Siri diretamente aos seus softwares, criando novas funções e recursos de interação que, atrelada a qualquer OS da Apple hoje, ela simplesmente não pode fazer.

Como de praxe, a Apple não teceu nenhum tipo de comentário sobre as informações do relatório.

O relatório então parte para discussões de mercado, exaltando a adoção globalizada da inteligência artificial e indicando que ela trará um papel cada vez maior no desenvolvimento e evolução da tecnologia de voz. Atualmente, as principais assistentes virtuais do mercado já utilizam algoritmos de aprendizado, efetivamente decorando personalidades e gostos de seus usuários.

A questão é: dá para evoluir além disso? O que você acha? Conte para nós nos comentários abaixo!

Fonte: Apple Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.