Desative apps em segundo plano para deixar o Windows ou o Android mais rápidos

Por Redação

Os meses passam e aquele computador que voava em seus primeiros dias acaba se arrastando para realizar tarefas simples. Quem nunca passou por esse problema com seus gadgets? É certo que vários podem ser os motivos da queda do desempenho de nossos PCs e smartphones com o passar do tempo, mas a principal culpada é quase sempre a mesma: a memória RAM.

Conforme os softwares e o sistema operacional é atualizado, ambos ganham mais e mais funções, e tendem a exigir mais recursos de hardware em troca. Um dos componentes mais importantes na performance da maioria dos eletrônicos é a memória RAM, onde vão ficar as informações de rápido acesso de todo software que estiver sendo executado pelo sistema no momento. Conforme você fecha os aplicativos, mais memória livre sobra e mais espaço o SO tem pra trabalhar digamos assim.

Mas como melhorar o desempenho de um PC ou smartphone que não pode ter sua RAM expandida? Uma das maiores vantagens do Android em relação aos seus concorrentes, e do Windows 10 em relação às suas versões anteriores, é que ambos permitem ao usuário controlar como a memória RAM deve ser distribuída entre os aplicativos, sejam aqueles executados em primeiro plano (os que você vê abertos ou minimizados), ou aqueles que estão sendo executados em segundo plano, (os que raramente você vê, e que possibilitam algumas funções do sistema).

Neste tutorial, aprenderemos a desativar os softwares "menos importantes" e que são executados em segundo plano nas duas plataformas; com isso, esperamos ganhar um pouco mais de agilidade nos programas e apps que realmente utilizamos, já que eles terão mais memória para trabalhar. É importante salientar que todas as alterações feitas nos sistemas são reversíveis, mas você segue daqui em diante por sua conta e risco. Caso estejamos todos conscientes disso, mãos à obra:

Windows

Desativar apps em segundo plano

É importante só desativar os aplicativos que você não usa (Foto: Reprodução/Canaltech)

Desativar softwares de segundo plano no Windows é definitivamente mais fácil que em outras plataformas e sistemas, isto porque o SO da Microsoft tem configurações nativas para tal, ao contrário do Android, não é necessário instalar outros softwares para a operação. Para desativar softwares como a central do Xbox, ou o Microsoft Sway e One Note, aplicativos que um bom número de pessoas não usa, basta seguir os passos descritos abaixo:

  • Vá para o Menu Iniciar e clique em Configurações;
  • Depois siga para as configurações de Privacidade;
  • Nas configurações de Privacidade, siga para a aba Aplicativos em Segundo Plano e desative tudo que não lhe parecer necessário, é válido lembrar que você sempre poderá reverter essas alterações depois.

Feito isto, você rapidamente irá notar uma queda no consumo de memória RAM e processamento do seu computador. Esses softwares muitas vezes são executados em segundo plano e "invocados" pelo próprio sistema, sem exigir que você abra eles alguma vez para que eles passem a ocupar espaço na memória. Desativar os aplicativos iniciados com o sistema também é uma tarefa relativamente fácil, para tal, siga os passos descritos abaixo:

Android, Windows

(Foto: Reprodução/Canaltech)

  • Abra o Menu Iniciar, você pode fazer isso clicando no botão inferior esquerdo da tela ou pressionando a tecla do Windows;
  • Busque por algo parecido com "Veja os processos inicializados quando você reinicia o computador", não é necessário digitar tudo isso, assim que o resultado em questão for exibido, basta abrí-lo;
  • Na sua frente haverão softwares que são inicializados com o sistema, isto é, toda vez que o Windows inicia eles acabam sendo ativados também, a questão é que muitos não são essenciais;
  • Desabilite tudo o que não lhe parecer importante, é válido lembrar que softwares de mensageiros, como o Skype, e softwares de componentes do sistema, como aquele que controla o touchpad de seu notebook, precisam estar ativados para funcionar corretamente, caso contrário será necessário abrí-los manualmente a cada inicialização do SO.

Você pode reverter essas operações realizando o mesmo processo, mas habilitando os processos que desejar. Na mesma janela em que pode desabilitar a inicialização automática de softwares, pode também ver o histórico de cada um deles, esse histórico mostra quantas horas cada aplicativo esteve consumindo o processamento de sua máquina, além de mostrar quantos MBs de dados cada um deles trocou com a internet.

Android, Windows

O comando "Finalizar tarefa" força o sistema a encerrar um software congelado, por exemplo. (Foto: Reprodução/Canaltech)

Na mesma janela, na aba Processos, é possível ver tudo que está sendo executado em seu computador, o que é útil inclusive para fechar programas que não estejam respondendo corretamente e que estejam encerrando no método tradicional. Um modo mais prático de abrir esse Gerenciador é pressionando e segurar as teclas CTRL, SHIFT e ESC nessa mesma ordem.

Android

Android, Windows

Consequentemente, remover apps ociosos da memória também economiza bateria. Bacana, não é? (Foto: Reprodução/Canaltech)

Embora seja um pouco mais complicado realizar a mesma operação no Android, ele acaba permitindo que mais configurações sejam feitas. Além de desligar qualquer aplicativo que esteja funcionando em segundo plano, é possível estabelecer um limite de até quatro apps rodando em plano de fundo, ou decidir cada aplicativo que terá essa permissão.

Entretanto, o SO do Google não dispõe de configurações totalmente nativas para tal, dependendo de aplicativos externos caso o usuário queira certos tipos de customizações. Para esta tarefa utilizaremos o Greenify, um app conhecido dos entusiastas e que com toda a certeza vai aliviar o processamento de seu smartphone. Como todo app que altera o funcionamento do SO, o Greenify exige a permissão de Super Usuário, ou "root", para que algumas funções sejam acessadas, mas boa parte de seu funcionamento é independente deste recurso.

Para utilizar corretamente o Greenify, siga as imagens e o texto abaixo corretamente:

  • Baixe e instale o Greenify;
  • Siga para as Configurações do seu dispositivo;
  • Nas Configurações, siga para as configurações de Segurança e procure por Administradores do Dispositivo;
  • Nesta tela, é importante que você marque a opção referente ao Greenify, sem isto ele não funcionará;
  • Volte para as configurações e vá nas opções de Acessibilidade;
  • Nas opções de Acessibilidade, ative o serviço que permite ao Greenify controlar a tela, isto também é importante.

É extremamente válido ressaltar que você só deve dar essas permissões aos aplicativos que sejam de sua confiança e baixados da Play Store, já que elas dão acesso quase irrestrito ao SO. Com isto feito, abra o Greenify e habilite o acesso root caso você tenha este recurso, caso contrário, continue e apenas clique no "+" para adicionarmos softwares à lista negra do aplicativo.

Já na lista, é importante que você pressione o botão inferior para que sejam exibidos todos os apps instalados no seu dispositivo, por padrão o Greenify só mostra aqueles mais agressivos à RAM e ao processamento, feito isto, apenas marque todos os aplicativos que você não quer rodando em segundo plano e pressione o botão verde à direita da tela.

É importante lembrar que aplicativos que precisam trocar informações com a internet, (redes sociais e mensageiros), irão parar de funcionar até que você os abra manualmente, por isso é bom pensar bastante no que vai e não vai ser desativado.

A grande diferença de quem tem root para quem não tem é a praticidade em fechar os aplicativos abertos, quem tem root pode programar o Greenify para fazer isso automaticamente, quem não tem precisa fazer isso manualmente. Caso você tenha root e tenha o habilitado para o app, vá nas configurações do Greenify e habilite o modo de funcionamento com root, caso contrário, recomendamos que você adicione um atalho do Greenify à tela inicial do seu gadget para fazer essa "limpeza" com um simples toque na tela.

Caso você não se acostume com o software e deseje o desinstalar, é necessário retirá-lo da lista de Administradores do Dispositivo e então prosseguir para a desinstalação.

Método alternativo (Android)

Android, Windows

Apesar de alternativo, o método tem eficácia garantida em qualquer smartphone Android. (Foto: Reprodução/Canaltech)

Além de utilizar o Greenify e afins, o usuário que deseja limitar o número de softwares aptos a serem executados em segundo plano pode fazer isso com uma opção do próprio sistema, mas que precisa ser ativada toda vez que o SO é inicializado. Apesar de ser nativo e mais prático, esse método é um tanto mais radical e não permite decidir quais softwares podem ou não ser executados, apenas quantos podem ter essa funcionalidade.

Para habilitar o limite de aplicativos em segundo plano no Android, siga as instruções abaixo:

  • Vá nas Configurações do aparelho e siga para a opção Sobre o Telefone;
  • Nesta tela, busque pelo número da versão de sua firmware, é importante não confundir com a versão do Android. Esta informação pode se chamar Número da Versão, Número de Compilação ou Build Number;
  • Com a opção certa já identificada, pressione-a repetidamente 7 vezes, até que o sistema exiba "Agora você já é um desenvolvedor";
  • Com isto feito, volte para as Configurações e agora você terá uma nova opção, as Configurações de Desenvolvedor;
  • Nesta tela você deve procurar pelas opções Não Manter Atividades ou Limite de Processos em Segundo Plano. Na primeira opção você impede que qualquer aplicativo rode em plano de fundo, na segunda é possível estabelecer um limite de até 4 aplicativos.

Como explicamos, essas opções voltam para o padrão sempre que o aparelho é reiniciado, além de serem bastante radicais nas alterações que fazem. Indubitavelmente, expandir a RAM no seu PC, bem como analisar a quantidade de RAM que um smartphone tem antes de comprá-lo, são as melhores formas de evitar problemas futuros com esse componente.