Os dispositivos vestíveis ainda estão longe de conquistar o coração das massas

Por Redação | 27 de Dezembro de 2017 às 15h05

Você, leitor do Canaltech, usa um smartwatch ou pulseira fitness? Imaginamos que a maioria das respostas seria negativa, já que os dispositivos vestíveis, apesar de serem muito bacanas, ainda não conquistaram a massa consumidora de tecnologia – que dirá a população em geral.

De acordo com um estudo do eMarketer, a quantidade de pessoas adultas nos Estados Unidos que usa um vestível atualmente é de 44,7 milhões, mas a maioria desses aparelhos são as pulseiras fitness, não sendo smartwatches propriamente ditos. Espera-se que esse número suba para 50 milhões em 2018, mas o mercado não está lá muito otimista quanto a uma explosão na adoção de relógios inteligentes para os próximos anos.

Entre as razões que justificam a baixa adoção de vestíveis por parte das pessoas em geral, estão coisas como o fato de os smartwatches ainda não oferecem recursos indispensáveis que tornem o aparelho algo tão importante quanto o smartphone nos dias atuais, além de questões envolvendo compatibilidades entre dispositivos e preços elevados.

Para Cindy Liu, analista do eMarketer, "os consumidores ainda precisam encontrar motivos para justificar o custo de um smartwatch, que por vezes pode custar tanto quanto um smartphone". Ela acredita também que "ainda não temos um vestível que se torne o próximo 'must have' e, até lá, o crescimento [nas vendas] continuará conservador".

Fonte: TechTimes

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.