Grupo de desenvolvedores pretende manter os serviços do Pebble

Por Eduardo Hayashi | 18 de Junho de 2018 às 10h26

Conforme anunciado em 2016, os serviços online do smartwatch Pebble serão desativados no fim deste mês de junho, deixando os donos do wearable sem as facilidades dos serviços online.

Para contornar esse problema, um grupo de desenvolvedores, chamado Rebble, liderado pela ex-funcionária da Pebble, Katharine Berry, anunciou os planos para manter boa parte dos serviços do Pebble online. Para isso, os interessados devem se registrar no site do projeto antes do dia 30 de junho.

Apesar de esta ser uma esperança daqueles que tanto gostaram das funções e características do Pebble, ainda não foi estabelecido como funcionará toda a estrutura de servidores para garantir que as funcionalidades originais do relógio inteligente sejam mantidas, como o sistema de notificações, que exige o trabalho de múltiplos servidores ao mesmo tempo para funcionar corretamente.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Devido ao fato de a iniciativa não vir da empresa oficial do produto e esse tipo de projeto normalmente demandar altos custos de manutenção, o grupo oferecerá algumas funcionalidades apenas para aqueles que realizarem doações para o Rebble. Em troca, os doadores poderão utilizar as funcionalidades de previsão do tempo e utilizar recursos via comandos de voz.

Ainda não há uma data de início para o funcionamento dos serviços do projeto Rebble, mas espera-se que ele entre no ar um pouco depois do dia de desativação do serviço online oficial, ou seja, no dia 30 de junho.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.