YouTuber testa se o Galaxy Fold está mesmo mais resistente do que antes

Por Rafael Rodrigues da Silva | 20 de Setembro de 2019 às 16h03
Business Insider
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Galaxy Fold

Ficha técnica

A essa altura do campeonato, qualquer um que acompanha as notícias de tecnologia já conhece bem toda a novela envolvendo o Galaxy Fold. O aparelho, que tinha previsão de chegar em maio, passou por um recall uma semana antes do lançamento oficial após todas as resenhas e análises criticarem sua fragilidade.

Cerca de quatro meses depois, a Samsung está pronta para finalmente iniciar as vendas do modelo, mas ainda fica a pergunta: será que a empresa realmente conseguiu corrigir todos os problemas? Para garantir isso, o aparelho passou pelo teste de durabilidade do canal JerryRigEverything, e ainda que não tenha sido perfeita, a nova versão do aparelho já mostrou claras melhorias em relação à que foi analisada no fim de abril.

A melhora mais marcante está no funcionamento da dobra do dispositivo, que não mais quebra depois de três ou quatro usos como relatado durante as primeiras análises. Ao longo do vídeo, é possível ver o smartphone sendo dobrado e desdobrado umas vinte vezes e isso não afeta em nada o funcionamento da tela, o que já é um grande avanço.

O vídeo também destaca a força da estrutura do smartphone da Samsung, já que ao tentar dobrar o Galaxy Fold na direção contrária o aparelho não apenas se mostra bem resistente, como também tentar isso não acarreta nenhum dano ao funcionamento dele ou da tela.

Apesar disso, não são todos os problemas que foram corrigidos. Ao ligar o Galaxy Fold pela primeira vez, o usuário é apresentado a uma tela com diversos cuidados que ele precisa ter, até mesmo na força que usa para navegar pela tela. E fica claro o porquê deste aviso: enquanto a tela externa (com o aparelho fechado) possui a resistência que se espera de um smartphone, a tela interna (com o aparelho aberto) é extremamente frágil, e até uma pequena pressão feita com a unha pode causar danos irreparáveis a ela.

A dobra do Galaxy Fold continua sendo ainda muito sensível à poeira (Imagem: The Verge)

Também é possível ver que a tela continua com o mesmo problema em relação à poeira. Tentando simular um ambiente de praia, o autor do vídeo joga um pouco de areia em cima da tela e fecha o aparelho. Ainda que, mesmo fechado, o aparelho deixe uma pequena “brecha” entre as duas metades da tela por onde a areia pode escorrer, mesmo assim ela acaba entrando nas engrenagens de dobra, e um punhado de areia já é o suficiente para que o Galaxy Fold vire um chocalho de US$ 2.000.

Mas o maior problema mesmo foi encontrado de forma não intencional: ao testar a resistência do corpo do aparelho raspando ele com um estilete, a ponta da lâmina acabou escorregando, descolando de maneira bem sutil e rápida a borda da tela. Esse pequeno acidente — que em qualquer smartphone não causa absolutamente nada — foi o suficiente para não apenas matar toda uma linha de pixels da tela interna do Fold, deixando uma enorme linha branca de uma ponta à outra da tela, como também acabar com toda a sensibilidade ao toque na parte superior do aparelho — ou seja, uma leve mexida na tela e ele simplesmente deixou de funcionar.

Por isso, é difícil dizer se o Galaxy Fold é realmente um aparelho resistente ou não. Ainda que ele tenha se mostrado mais resistente do que os modelos enviados para teste no começo do ano, ele continua sendo um aparelho super sensível, que qualquer descuido pode fazê-lo parar de funcionar.

Fonte: YouTube

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.