Vendas do iPhone deverão cair em 2016, deixando a Apple atrás da concorrência

Por Redação | 25.04.2016 às 08:35

Das cinco fabricantes de smartphones top de linha do mercado atual, a Apple deverá ter o pior desempenho de vendas em 2016. É o que prevê o especialista Ming-Chi Kuo, da KGI Securities. Ele aponta que, no melhor cenário, a Maçã conseguirá vender 205 milhões de unidades, cinco milhões a menos do que o mínimo estimado pela companhia.

Isso significaria uma redução de 11,6% no crescimento das vendas do iPhone, mas há ainda a possibilidade das vendas serem ainda menores, ficando na casa dos 190 milhões de aparelhos vendidos - o que representaria uma queda de 18% nas vendas do aparelho.

Kuo também acredita que nenhuma das cinco empresas líderes no mercado de smartphones passarão por esse problema neste ano, mostrando que o problema não estaria exatamente no setor, mas sim nas estratégias de venda da Apple ou na relação custo-benefício de seus lançamentos - que, ao menos aqui no Brasil, estão custando tão caro que existe até um consórcio para comprar novos iPhones.

De acordo com o especialista, o mercado não tem desejado tanto assim smartphones com displays grandes e nem mesmo a chegada do iPhone SE (que uniu um hardware bacana a uma tela mais compacta) seria suficiente para que a empresa de Cupertino reverta o prognóstico negativo. Kuo acredita que “para manter seu crescimento, o iPhone precisa ressurgir com recursos mais inovadores para revitalizar a experiência do usuário”.

O expert no mercado de smartphones diz que ainda há espaço para crescimento dos aparelhos de ponta, mas somente para aqueles que inovarem a experiência do usuário, seja com novidades no design, com aperfeiçoamento de hardware ou softwares inovadores. Para ele, a concorrência da Maçã tem oferecido mais atrativos ao público cada vez mais exigente, e o mercado está mais competitivo.

Fonte: Mac Rumors