Sistema operacional da Huawei pode se chamar Oak OS e chegar até outubro

Por Wagner Wakka | 10 de Junho de 2019 às 11h32
CNET
Tudo sobre

Huawei

Saiba tudo sobre Huawei

Ver mais

Por conta dos problemas com os Estados Unidos, a Google está proibida de fornecer o Android para smartphones da Huawei. Isso significa que agora a fabricante chinesa precisa trabalhar em um sistema operacional próprio para conseguir se manter no mercado.

E uma reportagem do Global Times agora aponta que a chinesa já tem um nome para seu programa e que o sistema operacional pode chegar entre setembro e outubro deste ano.

A empresa disse ter tido acesso a informações por meio do site IndiaShopps, o qual falou com pessoas próximas ao projeto. O sistema operacional deve ser batizado com dois nomes separados, chamado de HongMeng OS na China e Oak OS fora do país.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Atualmente, a Huawei já informou que está testando “intensivamente” o seu software para garantir o lançamento. A empresa, contudo, ainda não falou sobre quanto o programa pode chegar ao mercado.

Problemas

A Huawei sofre atualmente com embargos norte-americanos que, inicialmente, nada tinham a ver com seu setor mobile. No começo deste ano, o governo de Donald Trump começou a sinalizar preocupações sobre a implantação de infraestrutura de 5G da Huawei nos Estados Unidos. Alguns países da Europa também mostraram receio em aceitar a empresa.

O motivo é que a companhia tem sede na China, país conhecido pelo controle estatal. Assim, o medo é de que o governo do país possa usar a estrutura da Huawei para espionagem outras nações.

Contudo, especialistas apontam que esse é um argumento do governo norte-americano para minar a força da fabricante, hoje a segunda maior em fatia do mercado em todo mundo.

Em conjunção com tais problemas, os EUA proibiram a Google de fornecer atualizações do Android para os aparelhos da Huawei, forçando a companhia a criar seu próprio sistema operacional.

A construção de seu próprio SO não é o pior problema da chinesa. Isso porque o forte do Android não é exatamente sua usabilidade, mas a oferta de apps na Play Store, além de todo sistema de segurança da loja.

Fonte: Twitter

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.