Rumor | Novo vídeo reforça design vazado do iPhone 11

Por Rafael Arbulu | 19 de Julho de 2019 às 11h17
(Captura de Imagem: Rafael Arbulu)

A expectativa do mercado é de que a Apple lance três novos modelos de iPhone entre setembro e outubro de 2019, mas uma série de vazamentos já nos dá uma boa ideia de como será a aparência dos novos smartphones. A bola da vez é um vídeo de hands-on dos chamados dummy models, ou seja, modelos que não serão comercializados e existem com o único propósito de serem demonstrativos de um produto. Vale citar: dummy models não são aparelhos funcionais e servem apenas para exibição visual.

Postado pelo site MacRumors, o vídeo parece confirmar a maioria das informações já vazadas até aqui: os novos iPhone 11, iPhone 11R e iPhone 11 Max deverão apresentar o mesmo design frontal no display, repetindo até mesmo o notch visto nos atuais iPhone XR, iPhone XS e iPhone XS Max. A grande mudança fica na parte de trás dos aparelhos.

Pelo vídeo, nota-se que a Apple deve mesmo seguir um novo padrão de disposição de câmera: serão três sensores instalados em um quadrado — no caso do iPhone 11 e iPhone 11 Max. Para o modesto iPhone 11R, serão apenas dois sensores, mas com o mesmo visual.

Mais além, pelo tamanho dos aparelhos, é possível determinar que o tamanho do display não sofrerá mudanças em relação à família atual de smartphones: as telas terão tamanhos de 5,8, 6,1 e 6,5 polegadas. Na frente, o mesmo de hoje: notch, sensor único de câmera frontal para selfies e tecnologia FaceID embarcada no aparelho.

Alguns detalhes destoam, porém, de rumores previamente divulgados: os modelos no vídeo do MacRumors não têm, por exemplo, design de vidro refrigerado na parte traseira, algo que já foi sugerido em vazamentos anteriores. Mais além, os botões de volume supostamente seriam mais parecidos com o iPad, mas não parece ser o caso com esses dispositivos.

Não há como confirmar a autenticidade dos três aparelhos, ou mesmo se eles são versões novas ou antigas de dummy models preexistentes. A Apple, como sempre, mantém-se em silêncio sobre todo e qualquer vazamento de seus produtos, e seguiu essa prática neste caso. Entretanto, há um certo grau de credibilidade, haja vista que esses modelos não-funcionais são comumente utilizados por fabricantes terceirizados para a criação de capas e cases, entre outras coisas.

Fonte: MacRumors

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.