RED dá celular de graça para clientes por atraso da versão titânio do Hydrogen

Por Rafael Arbulu | 28 de Setembro de 2018 às 13h44

Preparem-se, fabricantes, porque essa vai ser difícil de superar: a RED, empresa que fabrica câmeras cinematográficas 3D e que entrou no mercado de smartphones com o RED Hydrogen One, anunciou o adiamento da versão mais cara, de titânio, do seu aparelho. Com isso, os clientes que fizeram a pré-compra do smartphone receberão o aparelho fora do prazo estipulado, que agora está sem previsão de chegada.

Para compensar seus clientes da pré-venda, o CEO da RED, Jim Jannard, declarou no fórum oficial da empresa que todos aqueles que encomendaram a versão Titanium do RED Hydrogen One (apelidada por ele de “Ti”) receberão o smartphone com carcaça de alumínio, que deve chegar às prateleiras em outubro. Assim que a peça de titânio chegar ao mercado, os mesmos clientes a receberão, sem nenhum custo adicional.

RED Hydrogen One: versão de titânio foi adiada sem previsão, então a fabricante dará a versão de alumínio como forma de compensação pela espera dos clientes de pré-venda (Imagem: Divulgação/RED)

“Eu não posso ir lá e fazer os celulares sozinho, senão eu iria. Tudo o que posso fazer é o que eu acho ser justo...como se eu fosse o próprio cliente. Nós vamos mandar a todos os clientes de pré-venda a versão Aluminum do HYDROGEN assim que ela sair. Mais além, quando finalmente acertarmos a forma de fabricar os modelos ‘Ti’, vamos mandá-los a vocês sem nenhum custo. Você vai poder ficar com as duas versões”, disse Jannard.

O RED Hydrogen One é um projeto ambicioso da empresa conhecida por fabricar câmeras holográficas que são constantemente usadas nas maiores produções dos cinemas (Guardiões da Galáxia, da Marvel, utiliza diversos modelos da RED, por exemplo). A entrada da fabricante no universo dos smartphones veio por meio do anúncio de um celular que promete entregar “reprodução de vídeos H4V, 3D e 2D” com o mesmo recurso holográfico.

Quando a versão de titânio do RED Hydrogen One chegar, clientes da pré-venda poderão manter os dois aparelhos, sem custo adicional (Imagem: Divulgação/RED)

Outros destaques do aparelho são: display de 5,7 polegadas e resolução 2,560 x 1,440, exterior rústico para facilitar a aderência nas mãos, chassis em duas versões (Alumínio, por US$ 1.195; Titânio, por US$ 1.595), entrada de 3.5mm para fones de ouvido (a famosa “P2”), conector “pogo pin” para características modulares e entrada USB-c para recarga rápida.

A bateria é de 4.500 mAh e o processador é o Qualcomm Snapdragon 845 (Jannard falou em algumas ocasiões sobre um “Snapdragon 845x”, mas a fabricante de chipsets jamais confirmou isso). Desconhecidas ainda são as informações de memória RAM e armazenamento, sobre as quais a RED vem mantendo completo silêncio, mas é de se esperar que sejam maiores que a média, se considerarmos o tamanho que um vídeo “H4V” deva ter em arquivo, bem como o processamento visual necessário para o seu playback.

Fonte: "O post que eu não queria fazer" (Fórum oficial RED)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.