Poco F4 tem chip Snapdragon 870 confirmado

Poco F4 tem chip Snapdragon 870 confirmado

Por Gustavo de Lima Inacio | Editado por Wallace Moté | 09 de Junho de 2022 às 10h45
Xiaomi

A Xiaomi deve lançar o Poco F4 em breve, depois da própria marca confirmar a sua existência. Agora a fabricante confirmou também o seu processador, reforçando rumores de que ele será apenas uma versão renomeada de um celular lançado sob a marca Redmi.

Em uma publicação no seu perfil oficial no Twitter, a própria Poco confirmou que o Poco F4 deve ser oficializado com o processador Snapdragon 870. Ela diz que esse é o "o processador mais otimizado da série Snapdragon 800".

Isso, somado aos boatos e vazamentos recentes, reacende a possibilidade de esse ser apenas uma versão renomeada do Redmi K40s, aparelho apresentado há alguns meses na China e que não ganhou versão global até o momento. O Redmi K40S tem o mesmo design da linha Redmi K50, mas traz um conjunto técnico que lembra o Redmi K40 e o Poco F3.

Com isso, é de se imaginar que as especificações do Poco F4 mudem pouco em relação ao Poco F3. Por exemplo, é esperado que a tela de 6,67 polegadas seja mantida na nova geração, trazendo tecnologia AMOLED conhecida por seus pretos profundos e cores mais vibrantes. O painel deve ter resolução Full HD+ e suportar a taxa de atualização de 120 Hz para movimentos mais suaves e fluidos.

Sobre câmeras, o Redmi K40S tem uma principal de 48 MP com estabilização óptica de imagem (OIS), mas existem rumores citando uma possível câmera de 64 MP, também com OIS, no Poco F4 — sendo essa uma das poucas mudanças em relação ao modelo da Redmi. Ainda sobre fotografia, as outras câmeras devem permanecer iguais, sendo uma com lente ultrawide de 8 MP e uma macro de 2 MP, enquanto a frontal teria 20 MP.

Entre outros detalhes, é esperado que ele traga o Android 12 rodando sob a interface MIUI 13, assim como uma bateria de 4.500 mAh com suporte a carregamento rápido de 67 W. Infelizmente, a data oficial de lançamento do Poco F4 permanece uma incógnita, sendo preciso esperar por um pronunciamento da própria Xiaomi sobre o assunto.

Fonte: Twitter (via Gizmochina)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.