Motorola One Zoom | O melhor smartphone da empresa em 2019 [Análise/Review]

Tudo sobre

Saiba tudo sobre Motorola One Zoom

Ficha técnica

A família Motorola One é famosa não apenas por trazer o Android One, mas também por ter um destaque significativo nas linhas da marca. O One Vision, por exemplo, trouxe uma tela com aspecto 21:9. Já o One Action oferece uma câmera de ação, sendo bastante parecido com o One Vision em quase todos os outros aspectos. O One Zoom que vamos conhecer hoje foge desses dois aspectos, sendo um aparelho mais parecido com o Moto Z4, como veremos adiante.

Mas estamos nos adiantando. Vamos começar explorando o visual do aparelho.

Design e construção

Diferentemente do One Vision e do One Action (Motorola One também, claro), o One Zoom vem com um design bastante diferenciado. Não que a construção da linha seja problemática: longe disso. Mas o One Zoom realmente capricha, tanto no design quanto na escolha das cores.

Na parte de cima, temos a caixa de som e o microfone, com o conector USB tipo C e o conector de fones de ouvido (sim!) na parte de baixo, com um microfone secundário. A lateral esquerda é lisa, com os controles de volume e o botão de energia localizados na parte direita.

A região traseira possui as quatro câmera em alto relevo, onde encontramos também o logo iluminado da Motorola (que pisca quando está carregando, um efeito muito bacana). A região frontal tem um bom aproveitamento e vem com um notch pequeno para a câmera frontal, sendo basicamente a mesma frente do Moto Z4, já que a tela é exatamente igual.

Tela

Sim, reiterando: temos aqui exatamente a mesma tela do Moto Z4. Ou seja, são 6,4 polegadas com resolução Full HD+ (2340 x 1080) e tecnologia OLED. Uma tela que, diga-se de passagem, é capaz de atender muito bem até mesmo aos usuários mais exigentes, mesmo os que estão acostumados com modelos top de linha com e resolução Quad-HD.

Assim como dissemos em nossa análise do Moto Z4, não sentimos falta de qualidade em nenhum momento, em especial quando lembramos que a densidade de pixels fica acima dos 400 DPI. Foge do aspecto 21:9 do One Vision e One Action (que a Motorola chama de Cinema Vison), usando mais o mesmo padrão da grande maioria dos aparelhos com notch, sendo visualmente bastante diferente dos dois também pelo aspecto de tela.

E, também como o Moto Z4, temos o sensor de impressões digitais na própria tela, uma tendência que chega mesmo entre os modelos intermediários. É possível diferenciar um do outro pois o One Zoom tem um aproveitamento frontal menor, o que é explicado tanto pela nova identidade visual quanto pela bateria maior, como veremos mais para frente.

Configuração

As semelhanças com o Moto Z4 continuam aqui. Internamente, o One Zoom é praticamente idêntico a ele, com o mesmo chip Snapdragon 675 octa-core sob o capô. É um chip encontrado em “super intermediários”, modelos que continuam neste segmento, mas oferecem um desempenho mais interessante. Está longe de concorrer com chips top de linha, mas dificilmente deixará o usuário na mão.

Isso com os mesmos 4 GB de memória RAM e 128 GB de memória interna, mesma organização do One Vision e One Action. No caso desses dois não há tanto problema, mas bem que o One Zoom merecia 6 GB, assim como o Moto Z4. Não sentimos lentidões em momento algum, mas passará a ser um problema com o passar dos anos.

Agora, um ponto curioso: apesar de pertencer à família Motorola One, o One Zoom não utiliza o Android One (quanto “One” em uma frase só, não?). O que temos aqui é o Android 9.0 (Pie) quase puro com as adições de sempre da Motorola, como a tela ativa e os gestos (vibrar para ativar o flash, girar o pulso para ativar a câmera, etc). Não sabemos se ele receberá atualizações, como acontece com os irmãos mais velhos, mas o fato de ser um Android quase puro já é um ponto de partida.

Câmera(s)

Vamos começar esse item deixando algo claro: a qualidade de câmera do One Zoom realmente impressiona. Não é algo que se traduz tanto na própria tela do aparelho, já que a foto está bastante reduzida, mas nos surpreendemos quando as vimos em um monitor em tela cheia.

Ultrawide (Foto: Pedro Cipoli/Canaltech)
Wide (48 MP) (Foto: Pedro Cipoli/Canaltech)
Teleobjetiva (8 MP) Zoom 3x (Foto: Pedro Cipoli/Canaltech)
Zoom híbrido 5x (Foto: Pedro Cipoli/Canaltech)

Temos três câmeras auxiliadas por um sensor de profundidade:

  • Principal (wide) de 48 megapixels (f/1.7) com estabilização óptica, mais Night Vision e Quad Pixel;
  • Ultrawide de 16 megapixels (f/2.2);
  • Teleobjetiva de 8 megapixels (f/2.4) com estabilização óptica e zoom óptico de 3x, híbrido de 5x e chegando a 10x com o zoom eletrônico;
  • Sensor de profundidade de 5 megapixels.

Podemos dizer que esperávamos menos. Modelos recheados de câmeras geralmente se destacam em fichas técnicas e desapontam em resultados práticos. Não é o caso aqui. Cada uma delas é capaz de tirar fotos e gravar vídeos com excelente qualidade, além de trazerem um seletor bastante intuitivo incorporado ao software.

Sem Night Vision (Foto: Pedro Cipoli/Canaltech)
Night Vision (Foto: Pedro Cipoli/Canaltech)

Temos um flash em dois tons e suporte a HDR automático, que também está presente na câmera frontal. Ela tem 25 megapixels (a mesma utilizada no... exatamente: Moto Z4). As selfies também utilizam a tecnologia QuadPixel, resultando em fotos com excelente qualidade. Veja alguns exemplos de fotos que tiramos:

No fim das contas, o quesito câmera aqui se mostra imune a críticas.

Bateria e extras

Como dissemos no começo, apesar de usar a mesma tela do Moto Z4, o One Zoom é um modelo um pouco maior. Isso permite que ele comporte uma bateria com 4000 mAh de capacidade. É o suficiente para dois dias de autonomia? Não, mas aguenta um dia inteiro de uso intenso, como jogos, vídeos e bastante fotos. Capacidade o suficiente para dar aquela certeza de que chegaremos em casa com carga.

Carregá-lo também é algo que não dá dor de cabeça. O One Zoom vem com um carregador TurboPower de 18 watts na embalagem, que o carrega em menos de duas horas. A embalagem ainda inclui o mesmo fone de ouvido com construção metálica do One Action, oferecendo uma qualidade até muito boa, considerando que se trata de um modelo intermediário.

De resto temos o kit completo e atualizado de um modelo intermediário: suporte a dois chips com gaveta compartilhada — ou seja, ou você usa dois chips ou um chip e um cartão micro SD, Bluetooth 5.0, NFC, rádio FM, enfim, a lista completa.

Conclusão

O Motorola One Zoom foi anunciado oficialmente hoje (5) com o valor sugerido de R$ 2499, dentro do que esperávamos. É um valor alto? Sim, mas dentro do esperado considerando os valores sugeridos do One Vision (R$ 1999) e One Action (R$ 1799). E considerando, claro, os preços praticados no Brasil.

De qualquer forma, podemos dizer com uma boa margem de segurança que este é o melhor modelo da empresa deste ano. Pelo menos até o momento. Não se trata de um modelo avançado, mas sim um intermediário que não peca em nenhum quesito. Oferece a mesma sensação que experimentamos com o Moto Maxx em 2014, só que dentro do segmento intermediário.

E claro, não podemos deixar de destacar o excelente conjunto de câmeras do One Zoom. Apesar do nome, que indica um foco na câmera teleobjetiva, o One Zoom possui três excelentes câmeras, todas elas auxiliadas pelo sensor de profundidade. Até mesmo a câmera frontal não decepciona, tornando-o uma opção excelente para quem busca um modelo com foco em foto e vídeo.

Esse destaque em conjunto com a tela OLED, boa configuração, bateria acima da média e design refinado fazem dele o modelo mais interessante da empresa neste ano. A ausência do Android One é algo inusitado, considerando o nome do aparelho, mas é um detalhe frente às características positivas do modelo.

Vantagens

  • Celular se sai bem em todos os quesitos;
  • Conjunto competente de câmeras;
  • Tela OLED com sensor de impressões digitais.

Desvantagens

  • Android One…?
  • Apesar de ter um preço que faça sentido dentro da linha, continua sendo um investimento e tanto.
Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.