LG nega que desenvolvimento de celular com tela rolável tenha sido suspenso

LG nega que desenvolvimento de celular com tela rolável tenha sido suspenso

Por Felipe Junqueira | 23 de Fevereiro de 2021 às 14h20
Reprodução/Slashgear

Um dia depois de uma reportagem afirmar que fornecedores de componentes do celular com tela rolável da LG teriam sido informados que o projeto foi temporariamente paralisado, a companhia negou a suspensão do dispositivo.

Em contato com o site The Verge, um porta-voz da LG disse “negar firmemente que qualquer decisão sobre produtos móveis tenha sido tomada de maneira final”. A própria publicação reconhece que, apesar de indicar que o projeto do LG Rollable não foi cancelado, a declaração não contesta exatamente a reportagem desta segunda (22), mas abre margem para a interpretação de que o projeto não teria sido abandonado de maneira definitiva.

Problemas financeiros e comunicação contraditória

A LG enfrenta problemas financeiros depois de acumular mais de cinco anos de prejuízos em sua divisão de dispositivos móveis e já admitiu que pode desistir da área e possivelmente vendê-la para recuperar parte dos gastos. Mas, como lembra o Verge, a posição inicial da companhia foi negar que cogitasse deixar a indústria de celulares, para então confirmar no dia seguinte.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Além disso, um representante da empresa teria confirmado o que as fontes do Yonhap News declararam sobre a pausa no desenvolvimento do celular com tela rolável. Ou seja, além dos problemas financeiros, a LG tem comunicação contraditória no que diz respeito à divisão de dispositivos móveis.

Como já observou o Canaltech, a pausa no desenvolvimento não significa que o LG Rollable tenha sido cancelado, mas sim que seu lançamento em 2021 pode acabar não ocorrendo. Esta não é a primeira vez que rumores indicam que o produto pode nunca chegar ao mercado.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.