iPhone 11 Pro e Pro Max estão vendendo mais do que a versão “convencional”

Por Claudio Yuge | 17 de Setembro de 2019 às 20h50
Tudo sobre

Saiba tudo sobre iPhone 11

Ficha técnica

Diferente do que aconteceu no ano passado quando o iPhone XR superou de longe as vendas dos iPhone XS e XS Max, as variantes premium iPhone 11 Pro e 11 Pro Max estariam na frente da opção mais barata, o iPhone 11. Isso é o que diz o analista Ming-Chi Kuo, especialista em produtos da Apple e que costuma acertar bastante em suas projeções, principalmente porque ele tem um bom acesso entre informantes dos bastidores da indústria.

De acordo com Kuo, os modelos mais caros, que saem por pelo menos US$ 300 (R$ 1.223 na conversão direta) ou US$ 400 (R$ 1.630) a mais, andam mais populares nesse início de pré-vendas, com um total de 55% dos pedidos. O iPhone 11, que custa US$ 699 (R$ 2.850), por enquanto representa 45%.

iPhone 11 Pro Max (Imagem: Divulgação/Apple)

Entre as razões para isso, estariam melhorias mais significativas do que as vistas na temporada anterior. E a maior delas seria a tão comentada câmera tripla traseira, além de mais opções de cores e vida útil da bateria aprimorada.

Mas como nem tudo são flores nessa vida, Kuo acredita que essa diferença não vá durar muito tempo, ainda mais quando os aparelhos chegarem às lojas oficialmente. Além do preço muito mais convidativo, o iPhone 11 “convencional” não fica assim tão atrás de seus irmãos mais chiques em termos de performance. É aguardar para ver.

Fonte: iMore  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.