Infográfico | Huawei explica como clientes não sofrerão com bloqueio dos EUA

Por Rafael Rodrigues da Silva | 24 de Maio de 2019 às 15h40
Divulgação/Huawei
Tudo sobre

Huawei

Saiba tudo sobre Huawei

Ver mais

Desde que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou uma ordem executiva que coloca a Huawei em uma “lista negra” do país, impedindo-a de fazer negócio com empresas dos Estados Unidos sem a expressa autorização governamental, os atuais clientes da empresa têm se perguntado como essa decisão irá afetar seus aparelhos.

E, de acordo com a Huawei, eles não serão afetados em absolutamente nada. Para explicar o que está acontecendo com a empresa e como seus atuais clientes serão afetados, a companhia divulgou um infográfico que tenta explicar de forma resumida todo o problema, e deixar seus clientes menos preocupados com o futuro de seus atuais aparelhos.

Infográfico explica porque os atuais clientes Huawei não precisam se preocupar com o bloqueio da marca nos Estados Unidos (Imagem: Huawei)

Isso acontece porque a ordem executiva assinada por Trump não é retroativa — ou seja, não interfere nos contratos e acordos que foram fechados anteriores à assinatura dela. Assim, esse bloqueio da Huawei não irá afetar os atuais clientes e aparelhos que estão no mercado, pois os contratos referentes a esses modelos fechados com a Google (no caso de smartphones) e a Microsoft (no caso dos notebooks) são anteriores à ordem executiva e, por isso, esses aparelhos continuarão recebendo atualizações e tendo acesso a todas as funções desses sistemas operacionais normalmente.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O problema ficaria para o futuro da empresa: se um acordo entre a China e os Estados Unidos não acontecer logo, a empresa pode ser obrigada a abandonar o uso do Android e do Windows em seus produtos — e isso pode criar seus próprios problemas em mercados fora da China.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.