Pixel Fold tem detalhes de câmeras vazados em arquivos do Google

Pixel Fold tem detalhes de câmeras vazados em arquivos do Google

Por Vinícius Moschen | Editado por Wallace Moté | 05 de Novembro de 2021 às 10h46
WaqarKhanTech/LetsGoDigital

Apesar de já ter apresentado a linha Pixel 6 com sensor principal Samsung GN1 de 50 MP, o Google não irá implementar o componente no seu primeiro celular dobrável. De acordo com informações divulgadas pelo portal 9to5Google, o até então chamado Pixel Fold terá equipado o Sony IMX363 de 12,2 MP, mesmo sensor visto nos modelos da marca até o Pixel 5.

Pixel dobrável deverá ter câmera principal do Pixel 5 (Imagem: WaqarKhanTech)

Os dados foram descobertos por meio de arquivos associados com a última versão do aplicativo Google Camera, em que a palavra "Pitpit" é utilizada para fazer referência ao dobrável — em momentos anteriores, ele também recebeu o codinome "Passport", ou seja, ambos os códigos são pensados para o mesmo aparelho, com algumas mudanças pontuais que teriam sido implementadas no processo interno de desenvolvimento.

Ao não utilizar o melhor sensor disponível no Pixel Fold, o Google deverá seguir passos similares a outras marcas que possuem smartphones com telas flexíveis — a Samsung, por exemplo, não equipa o Galaxy Z Fold 3 com o mesmo conjunto de câmeras que é visto no Galaxy S21 Ultra, seu modelo mais robusto para fotografia até então. O principal motivo apontado para essa escolha é relacionado com a espessura dos aparelhos, já que as companhias preferem priorizar um aparelho com dimensões mais finas quando não está dobrado, especialmente no módulo de câmeras.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Com isso, o Google opta por utilizar componentes que já conhece de gerações anteriores, para otimizar de forma mais eficiente os recursos de software. A companhia utiliza esse sensor Sony IMX363 desde o Pixel 3, e confiou na alta qualidade do processamento das imagens para mantê-lo desde 2018, em três gerações de seu celular.

Cãmera principal será a mesma utilizada também nos Pixel 3 e 4 (Imagem: WaqarKhanTech/LetsGoDigital)

Porém, o Pixel Fold poderá ter o Sony IMX386 de 12 MP para a câmera ultrawide, mesmo sensor que é equipado na linha Pixel 6. Dentro dos códigos descobertos, existe uma referência dessa câmera em união com a palavra "folded", indicando que possivelmente as fotos com grande campo de visão só poderão ser capturadas quando o aparelho estiver fechado.

O celular dobrável ainda deve ter mais dois sensores Sony IMX355 de 8 MP para selfies — o mesmo do Google Pixel 6, mas não do Google Pixel 6 Pro —, em que um deles ficará posicionado no display interno enquanto o outro aparecerá na tela externa. É provável que o Google faça questão de utilizar exatamente o mesmo conjunto para os dois casos, para que as fotos ofereçam características iguais em imagens capturadas com o aparelho aberto ou fechado.

Arquivos também confirmam infomações sobre lançamento

Dispositivo será apresentado em 2022 (Imagem: WaqarKhanTech/LetsGoDigital)

Outros arquivos internos do Google Camera também confirmaram que o dispositivo dobrável deverá ser lançado no ano que vem. Nos códigos, o aplicativo faz referência a várias gerações do Pixel junto com seu ano de apresentação, no padrão "isPixel2019" para o Pixel 4 e Pixel 4 XL, ou "isPixel2019MidRange" no caso do Pixel 3a e Pixel 3a XL. A nomenclatura “isPixel2022Foldable” é vista nas últimas versões, o que comprova as intenções da marca e demonstra que o aparelho está em fases finais de desenvolvimento.

Esse prazo já era rumorado por conta da futura apresentação do Android 12L, uma variante do sistema operacional adaptada para tablets e celulares dobráveis. É provável que o Google faça uma apresentação oficial conjunta do aparelho e da nova versão do Android, assim como geralmente acontece com as sucessivas gerações do Pixel — esse evento deverá acontecer no mínimo em março de 2022, mas existe a possibilidade de que ocorra meses depois deste prazo.

Fonte: 9to5Google

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.