Face ID sob a tela pode chegar apenas no iPhone 15

Face ID sob a tela pode chegar apenas no iPhone 15

Por Gustavo de Lima Inacio | Editado por Wallace Moté | 14 de Janeiro de 2022 às 08h00
Reprodução/TheAppleHub

A Apple reduziu o tamanho do notch no topo da tela com a chegada dos iPhone 13. Porém, já no iPhone 14 Pro a marca deve adotar uma solução de furo na tela, mas diferente do que as fabricantes de celulares Android fazem, com formato de "i". Para o iPhone 15, ela deve ir ainda além.

Informações do analista do ramo de telas Ross Young apontam que, realmente, o iPhone 14 Pro e iPhone 14 Pro Max devem adotar um furo na tela em forma de pílula e outro circular, porque a tecnologia de Face ID escondida sob a tela ainda não está finalizada, apesar de estar em estágios avançados de desenvolvimento. Aparentemente, ainda não está qualificada para produção por não entregar a qualidade esperada pela Apple.

Com isso, a marca pode acabar deixando o Face ID escondido sob a tela para o iPhone 15, em 2023, ou até mesmo no iPhone 16, em 2024, a depender dos avanços no desenvolvimento da tecnologia. Ou seja, mesmo que traga uma solução que não é comum, com a pílula mais furo circular, já se trata de um avanço em comparação ao notch visto no iPhone 13 Pro.

O que esperar do iPhone 14?

Os rumores dizem que a Apple deve abandonar a variante "mini", e ainda assim lançar quatro celulares em 2022. Dessa forma, seriam dois modelos de 6,1 polegadas, os iPhone 14 Pro e iPhone 14, e dois de 6,7 polegadas, que por enquanto estão sendo chamados de iPhone 14 Pro Max e iPhone 14 Max, com esse último sendo a maior novidade do ano.

Além disso, os aparelhos mais caros devem ganhar um design com maior inspiração no iPhone 4, com laterais em titânio e câmeras traseiras sem um módulo, com as lentes soltas direto na tampa do celular, enquanto na frente deve ter uma tela perfurada em formato de "i" para a câmera frontal e sensores do Face ID. Os iPhone 14 e iPhone 14 Max devem se parecer com os atuais iPhone 13, mantendo um notch no topo da tela.

Também é possível que a Apple traga um sensor principal de 48 MP nos modelos mais caros em vez de insistir nos 12 MP, o que deve permitir também suporte a gravação de vídeos em 8K pela primeira vez nos modelos da marca.

Fonte: Twitter

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.