Divisão de celulares da Sony encolhe quase 64% no primeiro trimestre de 2020

Por Rubens Eishima | 14 de Maio de 2020 às 07h00
Sony
Tudo sobre

Sony

Saiba tudo sobre Sony

Ver mais

Em meio à divulgação de seu balanço financeiro para o ano fiscal de 2019, a Sony listou números preocupantes para a sua divisão de celulares. O segmento apresentou uma queda de praticamente 64% no volume de remessas de smartphones na comparação entre os primeiros trimestres de 2019 e 2020.

A Sony divulgou que a pandemia da COVID-19 obrigou a empresa a interromper a produção em algumas de suas fábricas. A estimativa da empresa é que o lucro operacional caia 30% na comparação entre os anos de 2019 e 2020.

No primeiro trimestre, a empresa enviou apenas 400.000 smartphones, muito abaixo da meta de 700.000 aparelhos para o período. Para comparação, em 2019 o número foi de 1,1 milhão de celulares.

Já o lucro de toda a empresa no período caiu de 82,73 bilhões de ienes para 35,45 bilhões (de R$ 4,6 bilhões para R$ 1,9 bi, em conversão direta).

Cenário pessimista

Não é de hoje que a divisão de celulares da Sony apresenta números negativos. Apesar do início forte, quando ainda era parceira da sueca Ericsson, a companhia nunca conseguiu se firmar entre Motorola e Samsung, acabando atropelada pelas fabricantes chinesas. No Brasil, a empresa deixou de fabricar seus modelos em 2016, deixando o mercado brasileiro oficialmente no primeiro semestre de 2019.

Fonte: Android Central

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.