Apple diz que vazamentos prejudicam fabricantes de acessórios em apelo a leakers

Apple diz que vazamentos prejudicam fabricantes de acessórios em apelo a leakers

Por Bruno Bertonzin | Editado por Wallace Moté | 30 de Julho de 2021 às 07h15
Concept Creator/LetsGoDigital

A Apple segue na tentativa de fazer com que leakers parem de vazar informações sobre os produtos ainda não lançados da marca. Desta vez, a companhia estadunidense alertou aos vazadores que as informações divulgadas por eles podem ser prejudiciais para fabricantes de acessórios, como capas e películas protetoras.

Em resumo, a gigante de Cupertino enviou uma carta para leakers com a intenção de que eles parem de compartilhar informações sobre produtos ainda não lançados e que também não divulguem imagens de seus protótipos. O comunicado diz que esses tipos de vazamentos “prejudicam os interesses dos consumidores e da Apple” e podem fazer com que outras empresas criem acessórios que, na verdade, não serão compatíveis com os verdadeiros produtos, quando estes forem lançados.

(Imagem: Reprodução/Old Explosion Technology)

Além do pedido, as informações revelam que a carta da empresa também “ordena” que um cidadão chinês — que publicou informações como imagens de protótipos de um suposto iPhone 13 — revele quem são todas as suas fontes e quem fornece os supostos modelos de produtos ainda não lançados.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Na suposta carta, a Apple também alega que esses vazamentos podem ser prejudiciais para a própria marca e para seus clientes, que podem não ficar surpresos com os aparelhos quando eles forem, finalmente, anunciados.

Apple já fez outras investidas contra leakers

iPhone 13 é um dos principais alvos de rumores da Apple. (Imagem: Reprodução/Concept Creator)

Não é de hoje que vemos as investidas da Apple para tentar conter os vazamentos de informações sobre produtos ainda não lançados. No mês passado, a marca contratou um escritório de advocacia para lidar exclusivamente com este tema.

Segundo as informações, alguns dos leakers mais populares receberam uma notificação para interromperem essas publicações. Um deles é conhecido como “Kang”, que divulga os detalhes sobre produtos não lançados em seu perfil no Weibo. Além do chinês, o criador de conceitos Jermaine Smit — que também é conhecido como Concept Creator e faz renderizações de futuros celulares — também foi alertado sobre o risco de multas. Na ocasião, o artista se defendeu e destacou que não é leaker e que não vaza nenhuma informação confidencial sobre produtos da marca.

Fonte: iMore

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.