Apple deve mudar configuração de antenas para iPhones deste ano

Por Wagner Wakka | 06 de Maio de 2019 às 11h55
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

Os iPhones que serão lançados em 2019 podem contar com novas antenas de navegação para melhorar a conexão dentro de ambientes fechados. A informação vem do analista especializado na Apple, Ming-Chi Kuo, em nota para investidores nesta segunda-feira (6).

Kuo aponta que os novos aparelhos vão ter uma mudança significativa de estrutura de antenas. Os iPhone XS, XS Max e XR contam com quatro delas atualmente: duas superiores e outras duas inferiores.

A mudança, segundo o analista, é que a empresa vai ter uma antena superior de um polímero de cristal líquido (LCP), composto de todas antenas atuais, e outras três inferiores em poliamida modificada (MPI).

A troca de material seria porque o LCP tem criado problemas de conexão para aos aparelhos da linha atual, sobretudo em uso em ambientes fechados. Usuários sofrem mais quando utilizam transmissões em alta frequência, o que não deve acontecer com o MPI. Segundo Kuo, as peças com o novo material já estão em produção.

Ainda, isso também deve melhorar a fabricação de antenas, sem que prejudique o desempenho da conexão. Segundo análise de Kuo, a Apple deve economizar entre 10% e 20% para fazer a peça.

Outro ponto levantado por Kuo é de que a Apple gostaria de melhorar a localização em ambientes fechados, com precisão mesmo em lugares menores. Assim, poderia vender o mapeamento para aplicativos de lojas e shopping, com localização dentro dos estabelecimentos.

A empresa também pode, assim, ampliar o número de fornecedores para suas peças. Ela deve trabalhar com a Murata para fazer a peça em LCP da antena superior e com a Flexium, Avary e ZDT para as versões inferiores, conseguindo mais agilidade na produção. A Career, que atualmente faz os módulos LCP também para iPhones, foi cortada.

Kuo aponta, contudo, que a Apple não deve fazer a mudança para o MPI totalmente. O planejamento, segundo o analista, é de que a companhia trabalhe este ano com a configuração descrita aqui e volte ao LCP em 2020, com melhorias no material, produção e desempenho.

As antenas devem ser usadas para sistemas de conexão que trabalhem em 5G, tanto para o modelo do iPad Pro estimado para o início de 2020, quanto para a linha de iPhones do ano que vem.

Fonte: 9to5mac

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.