94% das compras de smartphones são influenciadas pela internet, revela estudo

Por Natalie Rosa | 08 de Junho de 2018 às 12h29
Rawpixel/Depositphotos

Um estudo realizado pela Millward Brown em parceria com a Google revela que a maioria (54%) dos smartphones vendidos mundialmente é adquirida por meio de lojas físicas. Mas, somente 6% dos compradores dizem que não são influenciados por informações que encontram online.

Segundo informações coletadas pela pesquisa, 55% das pessoas entrevistadas afirmam que vão às lojas já sabendo qual modelo adquirir, 38% dizem considerar entre dois ou três modelos e 27% contam que fazem comparações de preços online antes de chegar ao local de compra.

Em relação aos estabelecimentos físicos, 77% das compras são feitas em lojas de varejo, 10% em lojas de operadoras e 10% das fabricantes.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O estudo também descobriu detalhes sobre a troca de aparelhos, revelando que 38% decidem comprar outros smartphones por se interessarem por modelos novos e melhores, enquanto 33% adquirem outros por motivos de quebra, 13% por perda ou furto e 3% para presentear.

Motivação

A pesquisa também revelou dados sobre o motivo da compra em lojas físicas. 48% dos consumidores contam que a motivação é a vontade de ter o produto em mãos imediatamente. Enquanto isso, 10% dizem que querem manusear o smartphone antes de comprá-lo, 8% devido às promoções, 4% por acharem mais seguro e 4% para não pagar frete.

Entre esses consumidores, 79% dizem fazer pesquisas online antes de sair de casa, 10% não fazem buscas ativas, mas foram influenciados pela internet, e 11% contam que não foram influenciados por nenhum meio digital.

Buscas

Ainda de acordo com a pesquisa, 78% dos consumidores que compram um novo smartphone passam pela busca do Google antes de fecharem negócio. O YouTube também tem um papel importante nessa decisão, com 62% dos compradores assistindo a vídeos na plataforma antes de abrirem a carteira.

Além disso, as buscas do Google são responsáveis por 72% das comparações técnicas que os usuários fazem antes de saírem por aí buscando um novo aparelho, enquanto o YouTube é responsável por 38% desses comparativos.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.