The Handmaid’s Tale | Trailer da terceira temporada mostra revolução das aias

Por Rafael Arbulu | 01 de Maio de 2019 às 18h33
(Imagem: Divulgação/Hulu)

A Hulu divulgou em seu canal no YouTube o trailer da terceira temporada da série The Handmaid’s Tale, respondendo a diversas perguntas deixadas aos fãs com o fim da temporada anterior. No vídeo, vemos a protagonista June Osborne/Offred (Elizabeth Moss) retornando a Gilead no intuito de auxiliar o desenvolvimento de movimentos de resistência ao governo teocrático que força as mulheres férteis a servirem como objetos de reprodução humana para a elite mandatária.

Sob o título “Testemunhe o nascimento de uma revolução”, a terceira temporada passa a ideia de que vai reduzir os tons gratuitos de violência, se concentrando mais no impacto emocional sofrido/causado pelos personagens principais, enquanto estabelece um arco maior que vê diversos movimentos de resistência surgirem contra o governo.

A violência exagerada foi um dos pontos mais tocados pelos críticos à série, que alegavam que as cenas exibidas na tela eram demasiadamente parecidas com “torture porn”, um mecanismo comumente usado em programas midiáticos para adicionar um grau de choque às audiências.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A premissa da série é a de que, em um futuro não muito distante, uma segunda Guerra Civil arrasou os Estados Unidos, deixando o país sem um governo posicionado e vulnerável a doenças e malefícios de todos os tipos. Nesse quadro, um governo teocrático, com interpretações extremistas do relato bíblico de Bila (no livro do Gênesis), instaurou-se como um poderio militar onde as mulheres são extremamente subjugadas, proibidas de trabalhar, votar, ler, serem donas de propriedade, ter dinheiro próprio, além de servirem como mecanismo de reprodução humana, sendo forçadas a terem filhos com senhores da elite do governo, por meio de estupro, punições e abusos.

The Handmaid’s Tale foi baseada no livro homônimo da autora Margaret Atwood e retorna às TVs e serviços de streaming dos Estados Unidos em 5 de junho, com datas posteriores a serem marcadas para o mercado europeu.

Fonte: Hulu (via YouTube)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.