Perdidos no Espaço | Diferenças entre a série original e o remake da Netflix

Por Natalie Rosa | 25 de Abril de 2018 às 08h59
photo_camera Divulgação

Estreou na Netflix, neste mês de abril, a série Perdidos no Espaço, que conta a história da família Robinson após partir para o espaço com a missão de colonizar um novo planeta que, supostamente, pode ser habitado por seres humanos.

Mas, poucos vão lembrar que Perdidos no Espaço, na verdade, é um remake de uma série de mesmo nome produzida entre os anos de 1965 e 1968. E para quem não chegou a assistir a primeira versão, fica a dúvida: o quanto a série da Netflix é parecida com a original? Bom, fomos atrás e descobrimos algumas diferenças entre as produções, segundo palavras do próprio produtor, Zack Estrin, em entrevista ao Entertainment Weekly.

Família Robinson

Como é possível perceber nos primeiros episódios, a família Robinson está longe de ser perfeita, principalmente entre o casal John e Maureen. E, chegando no planeta, o casal precisa lutar juntos para sobreviver, até que descobrem que não estão sozinhos. Nada de muito diferente por aí.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Estrin disse, em entrevista, que os fãs da série original vão sentir novamente a experiência que sentiram quando crianças, assistindo uma "família incrível em uma aventura incrível".

Maureen Robinson de June Lockhart (esquerda) e de Molly Parker (direita) 
John Robinson de Guy Williams (esquerda, à frente) e de Toby Stephens (direita)

O Robô

Uma das principais mudanças em comparação série original, segundo o produtor, é o redesign no Robô. Desta vez, além de ser mais moderno para a nossa época, ele é potencialmente letal e conta com sua própria história, sendo criado para a série com muitos efeitos especiais e CGI. 

"O Robô foi uma das peças mais difíceis de fazer na série porque é algo tão icônico e que você pode realmente errar. É uma experiência diferente assistir a série e o trailer. Você se apaixona por esse personagem. É menos sobre aparência e mais sobre quem ele é", conta Estrin.

Robô da série original e Robô da Netflix

Dra. Smith

Outra mudança destacada por Edrin é em relação à personagem Dra. Smith, interpretada por Parker Posey. "O Dr. Smith original, interpretado por Jonathan Harris, era tão icônico que não tinha como fazer isso de novo, e se você pedisse para um ator ser como ele, sempre haveria uma comparação. Nós somos sortudos por termos Parker, ela traz uma dimensionalidade para o papel. Ela tem a mistura perfeita da vilã com uma peça essencial de diversão para a série", comenta o produtor.

Dr. Smith de Jonathan Harris (esquerda) e Dra. Smith de Parker Posey (direita)

Trilha sonora

Para manter a série mais equilibrada com a versão original, a equipe de produção decidiu utilizar o máximo possível da trilha sonora antiga, composta por Johnny Williams, muito antes de mudar levemente o seu nome e se tornar John Williams e ser o responsável pela composição de trilhas clássicas de Hollywood como Star Wars, Indiana Jones e Jurassic Park.

Chris Lennertz, também compositor, usou as obras de Williams para dar um toque mais contemporâneo à trilha.

A primeira temporada completa de Perdidos no Espaço já está disponível na Netflix. Se você assistiu as duas séries e reparou algumas diferenças no enredo e personagens, deixe aqui nos comentários!

Fonte: EW

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.