Além de LGBTQ+, nova Batwoman é a primeira negra a vestir o traje de morcego

Por Laísa Trojaike | 09 de Julho de 2020 às 18h00
The Direct
Tudo sobre

Warner Bros

Saiba tudo sobre Warner Bros

Ver mais

Após Ruby Rose anunciar que tomou “a decisão muito difícil de não voltar para Batwoman” na segunda temporada, a série havia ficado sem sua protagonista. Agora, a Warner Bros Television, a CW e a Berlanti Productions divulgaram que Javicia Leslie foi a escolhida para substituir Ruby Rose.

Como já sabíamos, a identidade da Batwoman também mudaria, deixando de ser Kate Kane. O anúncio indicou que Leslie será Ryan Wilder, uma personagem que não existe nos quadrinhos, o que significa que a série está escondendo a verdadeira identidade da nova Batwoman ou que uma nova personagem do universo Batman está sendo criada. Ryan Wilder é descrita como “simpática, bagunceira, um pouco pateta e indomável”, uma personalidade interessante para a nova Mulher-Morcego.

Javicia Leslie como Ali Finer em God Friended Me (Reprodução/CBS)

A descrição de Ryan indica ainda que a personagem é lésbica e que, antes de tornar-se a Batwoman, passou anos como traficante de drogas, esquivando-se da polícia de Gotham e mascarando sua dor com maus hábitos. Uma lutadora altamente qualificada, mas indisciplinada, que agora vive em uma van com uma planta.

A exigência, anteriormente, é de que Ruby Rose fosse substituída por outra atriz LGBTQ+ e, além de bissexual, Leslie tornou-se a primeira atriz negra a interpretar a Batwoman em um live-action. Ryan Wilder, por sua vez, é a primeira personagem negra a vestir o traje de morcego.

Ruby Rose como Batwoman (Imagem: Reprodução/Warner Bros.)

“Estou extremamente orgulhosa de ser a primeira atriz negra a desempenhar o papel icônico da Batwoman na televisão e, como mulher bissexual, tenho a honra de participar deste programa inovador, que foi um pioneiro para a comunidade LGBTQ+”, disse Leslie em declaração oficial.

Ainda sem uma data de estreia, Batwoman deve lançar a sua segunda temporada em janeiro de 2021. Não há detalhes sobre o rumo que a trama irá tomar com a substituição da heroína.

Fonte: Los Angeles Times

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.