Treme treme | Golpe no Uber pode quadruplicar valor das corridas

Por Redação | 17 de Julho de 2019 às 16h06
Pixabay
Tudo sobre

Uber

Saiba tudo sobre Uber

Ver mais

Um golpe envolvendo o GPS dos smartphones tem ganhado espaço entre os motoristas de aplicativos de transporte, como o Uber e o 99. Com o nome de "Treme treme", a técnica burla o sistema de navegação do próprio app, dando a impressão de que as viagens percorrem um trajeto maior do que realmente têm. Com isso, as corridas podem ter seu preço até mesmo quadruplicado.

O golpe é fácil de ser efetuado e funciona somente em smartphones Android, uma vez que o recurso é nativo do sistema operacional do Google. Para efetuá-lo, o motorista coloca o celular no modo de economia de energia, o que afeta o GPS do dispositivo, uma vez que o modo de alta precisão de localização é desativado. Com isso, o aplicativo de transporte passa a considerar uma localização aproximada, afetando o cálculo do valor da corrida e que, em alguns casos, pode aumentar consideravelmente.

Caption

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A questão é que o usuário não consegue notar que está sendo vítima do golpe, porque a rota até o seu local de destino é feita normalmente. O percurso extra só ocorre no aplicativo e como o sistema entende que uma distância maior foi percorrida, ele tende a cobrar a mais. E o passageiro só nota isso quando ele recebe o recibo da corrida.

O problema de tudo isso é que os motoristas já conseguem burlar até mesmo as punições para este tipo de golpe. Quando o usuário reclama dos valores excessivos cobrados, as empresas punem os condutores, negativando suas contas e abatendo os valores das próximas corridas até que a dívida seja saldada. Para driblar essa restrição, muitos deles conseguem acesso a celulares que já tenham o app do Uber ou do 99 logados, usando a conta de outra pessoa. Aí, é só continuar aplicando o golpe.

O Canaltech entrou em contato com a Uber para saber seu posicionamento sobre o caso, Em nota, a empresa afirma: "A Uber mantém equipes e tecnologias permanentemente analisando viagens suspeitas ou violações de termos de uso. Caso alguma irregularidade seja comprovada, os envolvidos podem ser descredenciados da plataforma."

Já a 99 afirmou que não registrou nenhum caso envolvendo a prática do Treme Treme em seu sistema. Além disso, a empresa encoraja passageiros e motoristas a denunciar tais práticas a sua equipe de segurança, caso eles sejam detectados, para que as providências cabíveis sejam tomadas.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.