Site da Anvisa é invadido e exibe bandeira da Argentina

Site da Anvisa é invadido e exibe bandeira da Argentina

Por Dácio Castelo Branco | Editado por Claudio Yuge | 09 de Setembro de 2021 às 15h05
Anvisa

Um dos sites da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) foi retirado do ar temporariamente, nesta quarta-feira (8), por conta de um ataque criminoso.

O site afetado pelo ataque era o endereço para o preenchimento do formulário de Declaração de Saúde do Viajante (DSV), documento atualmente necessário para entrada no Brasil, junto de um teste negativo para COVID-19. O serviço foi restabelecido de forma rápida, segundo o órgão. 

Além de ficar fora do ar, quem tentou acessar a página se deparou com uma bandeira da Argentina e a mensagem “não ficamos de quarentena para passear pelos seus servidores. vamos ser expulsos também?”, indicando uma possível relação do ataque com a partida de futebol Brasil x Argentina do último domingo (5), que foi interrompida pela Anvisa.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Como a página da Anvisa era exibida durante o ataque. (Imagem: Reprodução/G1)

O órgão constatou que quatro jogadores da seleção argentina mentiram em seus DSV, já que por normas sanitárias eles, como estavam vindo do Reino Unido para a partida, deveriam ter ficado de quarentena durante 14 dias — o que não ocorreu. A Anvisa interrompeu o jogo aos 5 minutos do primeiro tempo, causando uma confusão que levou ao cancelamento do evento. 

Anvisa comenta sobre o ataque

A Anvisa, em nota oficial, disse que o ataque foi de defacement (quando há modificação da estética de uma página da internet) e que não houve nenhuma alteração de dados ou sistemas do órgão. 

"Assim que identificou o ataque, a área de segurança digital da Anvisa entrou em contato com os órgãos de segurança do governo federal para as ações cabíveis. O formulário ficou fora do ar entre 15h35 e 17h10. O serviço, no momento, está operando normalmente", finaliza a declaração oficial. 

Fonte: G1, Exame

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.