Reconhecimento facial deve ser um dos recursos de segurança na Olimpíada de 2020

Por Redação | 26 de Dezembro de 2017 às 10h18

O comitê organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio 2020, juntamente com o governo de Tóquio, está querendo implementar um sistema de reconhecimento facial em grande escala durante os jogos de verão de Tóquio em 2020. A tecnologia seria utilizada para reconhecer de 300 a 400 mil pessoas envolvidas nos eventos, o que inclui os atletas, voluntários, funcionários e até mesmo a mídia especializada que irá cobrir o evento.

O intuito seria, a princípio, a agilização da entrada destas pessoas nos locais dos jogos a fim de evitar transtornos, não apenas à cerca de horários e/ou agendamentos, mas também por conta dos verões quentes e úmidos do Japão, período em que ocorrerão as competições. Outro motivo seria para reforçar a segurança, diminuindo drasticamente a chance de ocorrerem fraudes. Em uma época em que o terrorismo é uma preocupação constante, a verificação digital dificultará a utilização de cartões roubados ou forjados.

Todos os atletas, funcionários do evento, pessoal de segurança e jornalistas, dentre outros, deverão enviar fotos de seus rostos com antecedência para que sejam cadastradas em um banco de dados. Quando os profissionais e trabalhadores chegarem ao local dos jogos, a verificação digital irá comparar seus rostos com a imagem previamente enviada. A estimativa é que a tecnologia seja refinada através de testes durante estes dois anos restantes, de maneira a evitar estresses por conta de atrasos durante a Olimpíada.

O reconhecimento facial, no entanto, não será usado nos espectadores, pois a logística do sistema foi considerada muito desafiadora para gerenciar o grande público. Para estes, o procedimento se iniciará com a checagem de seus ingressos e, logo após essa etapa, a verificação de suas bagagens, tal qual ocorreu no Rio de Janeiro em 2016.

Desenvolvida pela NEC Corp, a tecnologia de reconhecimento facial é reconhecida pela sua precisão, sendo capaz de reconhecer aqueles que foram submetidos a cirurgia plástica e até mesmo distinguir gêmeos idênticos. Em outubro deste ano, o Ministério da Justiça já implantou portões usando a verificação digital de rostos para gerenciar os passageiros do aeroporto Haneda em Tóquio.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio acontecerão entre 24 de julho e 9 de agosto de 2020, seguidos pelos Jogos Paralímpicos, de 25 de agosto a 6 de setembro.

Fonte: Digital Trends, Japan Times

Participe do nosso grupo de ofertas no Facebook e tenha acesso aos melhores descontos e cupons para você garantir sempre o menor preço em suas compras online.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.