Pesquisadores dizem que é possível burlar FaceID da Apple com óculos modificados

Por Natalie Rosa | 08 de Agosto de 2019 às 21h50
Reprodução
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

Pesquisadores de segurança descobriram uma possível falha na biometria facial da Apple, o FaceID. A revelação foi feita na conferência Black Hat, que está em seu último dia em Las Vegas.

De acordo com os responsáveis pela descoberta, o reconhecimento pode ser facilmente contornado com o uso de óculos modificados. Os pesquisadores explicaram que, apenas ao posicionar uma fita preta e branca sobre as lentes de um par de óculos e colocá-los no rosto da vítima, é possível desbloquear o dispositivo e iniciar o ataque.

Quando o usuário está de óculos, o FaceID não extrai informações em 3D dos olhos, então mesmo com a vítima desacordada e com os olhos fechados, o dispositivo poderia ser acessado. Eles explicam que a técnica maliciosa tira vantagem da "vivacidade" do recurso, que consegue detectar se uma pessoa está olhando para o aparelho.

Pesquisadores em apresentação no Black Hat, em Las Vegas (Imagem: Reprodução/Threatpost)

A fita imita os olhos utilizando a cor preta, e a íris com a cor branca. No palco, eles demonstraram como contornar a identificação facial com uma vítima desacordada e transferiram dinheiro através de aplicativo de pagamentos móveis instalado no aparelho.

O truque, no entanto, não é fácil de ser executado, e requer vários fatores para que funcione, como colocar os óculos no rosto da pessoa sem que ela perceba o que está acontecendo. Então, não é algo provável de acontecer por aí, mas fica o alerta para que os usuários tomem cuidado — e para que a Apple encontre uma solução.

Fonte: iMore

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.