Novo recurso do Gmail quer impedir que você seja vítima de phishing

Novo recurso do Gmail quer impedir que você seja vítima de phishing

Por Felipe Demartini | Editado por Jones Oliveira | 14 de Julho de 2021 às 13h11
Free-Photos/Pixabay

Um novo recurso, a ser adicionado ao Gmail nas próximas semanas, deve ajudar usuários na identificação de e-mails legítimos e no combate às tentativas de phishing. O Google vai aplicar ao serviço sua plataforma de identificação de marcas, com logos oficiais de empresas sendo exibidos junto às mensagens enviadas por elas, como forma de ajudar o usuário a diferenciar as comunicações oficiais daquelas que possam ser vetores de malware.

O sistema, batizado como Identificadores de Marcas para Identificação de Mensagens (BIMI, na sigla em inglês), foi revelado em 2020 e, aos poucos, está sendo aplicado às plataformas da companhia. A ideia foi criar um padrão de mercado que aumente a qualidade da verificação de origem das mensagens de e-mail, incrementando sistemas de combate ao spam e às mensagens fraudulentas.

No caso do BIMI, a ideia é que as companhias validem suas marcas junto ao Google, que exibirá os logos ao lado das comunicações feitas por ele. Isso diferenciaria os e-mails oficiais daqueles que tentam se passar pelas marcas; no Gmail, o espaço usado será o que, hoje, é do avatar tradicional dos usuários.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Parceiros do Google já usam sistema de verificação, que usa avatares certificados para diferenciar mensagens legítimas das tentativas de phishing (Imagem: Divulgação/Google)

A novidade deve ser aplicada tanto nas versões web do serviço quanto nas interfaces para celular, aos poucos e por grupos de usuários, como sempre acontece em grandes mudanças desse tipo. Os utilizadores não precisarão fazer nada, com a alteração sendo aplicada nos servidores da companhia e, apenas, aparecendo para eles.

Às empresas que sofrem com os e-mails fraudulentos e desejam fazer parte do BIMI, o Google indica o uso de autenticações DMARC nos sistemas de correio eletrônico, outro sistema que é padronizado na indústria e que permitirá a transmissão segura dos logos aos servidores da gigante. Uma vez validadas, as imagens começarão a aparecer nas mensagens enviadas a partir de domínios principais e também subdomínios de uma organização.

Entre os primeiros a adotarem a solução de forma oficial estão empresas como o Bank of America e a rede de notícias CNN. O trabalho de verificação e validação das identidades de e-mail é feito por um grupo de trabalho independente, que também conta com diferentes autoridades de certificação para garantir a confiabilidade de todo o processo.

Fonte: Google

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.