Mais de 52 mil brasileiros tiveram contato com falsos sites de leilão em 2020

Por Ramon de Souza | 22 de Julho de 2020 às 23h15
Tudo sobre

PSafe

Saiba tudo sobre PSafe

Ver mais

Pelo menos 52 mil brasileiros tiveram contato com falsos sites de leilões desde o início de 2020, afirmam pesquisadores do dfndr lab, laboratório de pesquisas em segurança cibernética da empresa brasileira PSafe.

A equipe, que monitorou a existência desse tipo de página maliciosa desde o mês de junho, identificou um total de 819 domínios maliciosos que, juntos, atingem tal audiência e fizeram uma quantidade desconhecida de vítimas ao redor do Brasil.

“Os sites falsos mostram anúncios de carros e motos seminovos, que supostamente estariam sendo leiloados com valores bem abaixo do mercado. Os criminosos incluem ainda informações detalhadas sobre os veículos do falso leilão, como ‘IPVA 2020 pago’ e até mesmo supostas certificações”, explica Emilio Simoni, diretor da dfndr lab.

“Muitas das páginas utilizam até mesmo nomes de instituições conhecidas, como o do Detran, para ganhar credibilidade e alcançar ainda mais vítimas. Os criminosos pedem cópias de documentos das vítimas e as induzem a fazer o pagamento do lance o quanto antes. Acreditando que fizeram um bom negócio, as vítimas fazem o depósito na conta bancária do atacante e nunca recebem o veículo”, conclui.

Reprodução/PSafe

As estatísticas do dfndr lab apontam o estado de São Paulo como o mais afetado, com páginas maliciosas atingindo 15.241 internautas; em seguida temos Rio de Janeiro (7.250), Minas Gerais (4.357), Paraná (2.465), Bahia (2.076), Rio Grande do Sul (2.043), Santa Catarina (1.525), Alagoas (1.252) Goiás (1.194) e Ceará (1.168). O laboratório reforça a importância de verificar links e pesquisas sites antes de realizar qualquer transação financeira ou ceder dados pessoais.

Fonte: dfndr lab

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.