Google libera recurso para que usuários apaguem dados coletados de localização

Por Thaís Augusto | 26 de Junho de 2019 às 18h24
Tudo sobre

Google

Saiba tudo sobre Google

Ver mais

A Google liberou nesta quarta-feira (26) um recurso que permite que usuários apaguem dados de localização armazenados pela empresa. No início de maio, a Google havia anunciado que devolveria aos usuários o controle sob os próprios dados.

A partir de agora, será possível checar e deletar os dados do Histórico de Localização. O usuário poderá escolher entre apagar as informações manualmente ou pedir que a Google as exclua automaticamente depois de três meses ou 18 meses.

A Google ainda não liberou uma opção para que os usuários excluam dados do Atividades na Web e Apps, como prometido em maio. Esta atualização deve sair nas próximas semanas, de acordo com a companhia.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Polêmica

No ano passado, as práticas da Google geraram polêmica quando foi descoberto que ela continuava a rastrear seus usuários mesmo quando a função de localização era desativada nas Configurações do celular. O rastreamento indevido foi revelado a partir de uma pesquisa encomendada pela Associated Press a pesquisadores de ciência da computação de Princeton, que conseguiu comprovar que a Google estava rastreando usuários mesmo quando eles não queriam.

Um dos pesquisadores, chamado Jonathan Mayer, ficou uma semana com o histórico de localização desligado e continuou a utilizar o smartphone normalmente. A expectativa era de que o device não mais guardasse suas informações. Contudo, ao religar a opção de histórico após a semana de uso, Mayer recebeu um relatório preciso de sua localização mesmo nos dias em que ficou com a opção desligada.

Fonte: Engadget

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.