Golpes financeiros aumentaram com popularidade das contas digitais na pandemia

Golpes financeiros aumentaram com popularidade das contas digitais na pandemia

Por Roseli Andrion | Editado por Claudio Yuge | 18 de Novembro de 2021 às 16h20
Pexels/Ono Kosuki

A popularização das fintechs e a disseminação da pandemia de covid-19 fizeram o número de contas digitais aumentar. Uma pesquisa da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) aponta que os canais digitais tiveram aumento de 90% na quantidade de contas abertas em 2019 em relação ao ano anterior.

Em julho de 2021, o Brasil já tinha 82 milhões dessas contas. Esses dados demonstram que o consumidor busca mais agilidade para pagar contas, fazer transferências e comprar online, além de querer atendimento personalizado e custo menor para utilizar os serviços.

Conta digital (Imagem: Reprodução/Envato/DragonImages)

O problema é que os riscos e o volume de golpes têm aumentado na mesma proporção. Segundo levantamento da Andressen Horowitz, 20% das contas criadas digitais na América Latina são falsas. Além disso, as fraudes com cartões de créditos cresceram na região: o Brasil fica atrás apenas do México em números de tentativas de crimes financeiros.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Isaac Ferreira, superintendente de Engenharia de Produtos da Tecnobank, que os criminosos estão cada vez mais espertos e têm diversificado as formas de aplicar os golpes. “Muitos ligam se passando por funcionários de banco, clonam o WhatsApp e pedem dinheiro para familiares, mandam boletos falsos e outros.”

Como proteger a conta digital

Ele aponta que algumas atitudes podem ajudar a evitar essas situações. “O WhatsApp tem a opção de verificação em duas etapas, que impede que o golpista clone o número”, lembra. “Não passar códigos recebidos por SMS também ajuda na prevenção."

Outras medidas que podem ajudar na proteção contra golpes e fraudes incluem:

  • Se tiver dúvida sobre a veracidade de uma mensagem ou de um conteúdo, entre em contato com o Serviço de Atendimento ao Consumidor da empresa;
  • Não clique em links de mensagens que ofereçam brindes, prêmios, benefícios ou atualização de dados em instituições financeiras;
  • Não informe dados pessoais em qualquer página;
  • Os bancos nunca enviam funcionários para recolher cartões. Então, nunca entregue seu cartão a terceiros.
  • Para compras online, use um cartão virtual. Esse mecanismo garante mais segurança, já que o cartão é válido por um período de tempo ou para uma única operação;
  • Em compras recorrentes, use um cartão virtual específico. Assim, ele fica associado a uma loja e a um valor mensal. Se houver qualquer transação diferente, ela é negada automaticamente.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.