Golpe do FGTS volta a circular no WhatsApp; saiba como se prevenir

Por Redação | 11 de Janeiro de 2018 às 11h53
Reprodução
Tudo sobre

WhatsApp

Por ser um dos aplicativos mais utilizados pelos brasileiros, o WhatsApp quase sempre está suscetível a ataques e golpes. Através de mensagens duvidosas misteriosamente recebidas, milhares de pessoas diariamente mordem iscas e acabam tendo, na maioria das vezes, seus aparelhos invadidos e suas informações roubadas.

Em outubro do ano passado, foram registrados mais de 135 mil cliques em golpes do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) no WhatsApp. Agora, quando todo mundo pensava que o golpe havia sumido, a mensagem enganosa volta a circular no mensageiro instantâneo. Quando recebida por um usuário, a mensagem detalhe as seguintes informações:

“Você trabalhou com carteira assinada no período entre 1998 a 2016? Se SIM, você pode está (sic) apto a receber retroativo de até 2 salários mínimos. Verifique seu nome na lista para sacar até R$1.760,00 em uma agência da CAIXA mais próxima. Lista Completa no link abaixo http://sinemprego.com/fgts/”.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

No início do mês, pelo menos 360 mil vítimas foram registradas em apenas dois dias desde a constatação do retorno deste golpe, segundo o site Mix Vale.

Outra variante do golpe que circula pelo WhatsApp (Reprodução: welivesecurity)

Prevenção é o melhor remédio

No site oficial da Caixa Econômica Federal, o banco realmente oferece serviço de mensagens SMS para acompanhar o FGTS. Contudo, vale ressaltar que a ferramenta só é ativada por solicitação do próprio cliente, através da aba “Acompanhe via SMS”.

Mensagens enviadas sem autorização prévia do usuário devem ser minimante encaradas com descrença, ainda mais se tiverem links em sua composição. Portanto, não clique em links e não forneça dados pessoais.

Outra forma de proteger seus dispositivos é sempre acompanhar transações através de sites legítimos ou através de canais de comunicação oficiais que o banco oferecer, checando sempre se as solicitações ou promoções anunciadas através das mensagens são verídicas. Denunciar estes golpes para o site SMS Pirata também é uma boa forma de se proteger e evitar que outras pessoas sejam vítimas da armadilha.

Por fim, mas não menos importante, um software de segurança instalado é sempre recomendado, de modo a proteger o usuário de malwares em geral.

Fonte: Pleno News, Mix Vale, CAIXA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.