Funcionários em home office se preocupam menos com segurança dos dispositivos

Por Wagner Wakka | 01 de Junho de 2020 às 12h48
Unsplash

Um relatório encomendado pela empresa de pesquisas Tessian mostra que, nos Estados Unidos, os funcionários estão mais relapsos com medidas de segurança enquanto trabalham de casa. A pesquisa entrevistou trabalhadores e funcionários de tecnologia da informação e apontou os pontos mais frágeis. 

Um dos dados mais importantes, contudo, diz respeito ao comportamento dos usuários em casa. Os entrevistados foram convidados a apontar se “estão menos dispostos a seguir medidas de segurança quando estão em home office”. Em média, 48% responderam positivamente.

Respostas para questionamento dos trabalhadores (Foto: Tessian)

O número fica na casa dos 50% quando se trata de empresas com até mil funcionários e cai para 30% no caso de companhias com mais de mil empregados.

Os motivos são variados. Contudo, metade dos entrevistados disse que burla medidas de segurança, pois trabalha utilizando um aparelho próprio. Para outros 48%, o afrouxamento acontece por não se sentirem vigiados pelo time de TI. Outro motivo, apontado por 47% das pessoas, é a simples distração de não seguir as recomendações. 

O levantamento, chamado The State od DLP (sigla para Data Loss Prevention), mostra que e-mails são a principal preocupação para 47% dos profissionais de TI consultados. Entre as principais falhas de segurança está o compartilhamento de arquivos da empresa para e-mails pessoais. Segundo o levantamento, o grupo estima que 27.500 arquivos são compartilhados com contas individuais em empresas com mais de mil funcionários. 

Principais preocupações de profissionais de TI (Foto: Tessian)

O relatório foi composto com entrevista com mil funcionários de empresas nos Estados Unidos e outros mil do Reino Unido. Além disso, a Tessian informa que só conversou com profissionais de TI de empresas norte-americanas. 

O trabalho completo está disponível no site da Tessian.

Fonte: Tessian

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.