Estudo mostra que dois terços dos antivírus para Android são inúteis

Por Rafael Arbulu | 18 de Março de 2019 às 11h00

De 250 aplicativos de antivírus e proteção de dados dos usuários Android, aproximadamente 80, apenas, cumprem o que prometem. É o que diz um novo estudo, conduzido pela empresa AV Comparatives, que avaliou esse mesmo número de soluções e concluiu que cerca de dois terços deles são totalmente inúteis.

Segundo a empresa, a maioria dos aplicativos avaliados falhou em detectar um mínimo de 30% das falhas de segurança mais conhecidas, chegando ao ponto de indicar resultados falsos positivos em apps que não foram infectados, ao mesmo tempo em que deixavam passar apps deliberadamente maliciosos.

Especificando as falhas tecnicamente, a AV Comparatives diz que a maior parte dos erros se dá pelos apps não escanearem o código-fonte do material malicioso. Segundo os avaliadores, é comum o uso de bases de dados inválidas ou desatualizadas — aplicativos maliciosos com nomes remotamente confiáveis, por exemplo, passavam batido nas defesas (com.facebook, com.whatsapp, por exemplo).

Como já era de se esperar, a maior parte dos aplicativos aprovados no teste vem de grandes empresas do setor de segurança digital, como Kaspersky Lab, McAfee, Avast, AVG, Trend Micro e Symantec.

A lista completa pode ser vista no site da empresa, onde o estudo foi divulgado integralmente.

Fonte: AV Comparatives

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.