Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Estes são os principais tipos do golpe de atendimento ao cliente

Por| Editado por Claudio Yuge | 25 de Abril de 2023 às 21h00

Link copiado!

wayhomestudio/Freepik
wayhomestudio/Freepik

Um novo golpe está sendo aplicado para enganar consumidores, em que os fraudadores se apresentam como representantes de atendimento ao cliente para roubar dados financeiros e dinheiro das vítimas — é o que diz a ESET, empresa de detecção de ameaças.

Segundo a companhia, o objetivo é estabelecer o contato telefônico, mas até lá, utilizam outras alternativas. Confira alguns dos principais métodos utilizados para aplicar esse tipo de golpe, a seguir;

1. Sites falsos nos resultados de pesquisa do Google

Continua após a publicidade

A hierarquia de links do Google, geralmente, reserva os primeiros resultados para sites legítimos e de qualidade. No entanto, golpistas estão colocando sites falsos no topo das pesquisas através de anúncios pagos ou por meio de técnicas fraudulentas de SEO, conhecida como BlackHat SEO. Dessa maneira, a companhia reforça que é importante não confiar cegamente nos primeiros links oferecidos pelo Google ou por outro mecanismo de pesquisa.

2. Perfis falsos nas redes sociais e o uso de bots

A ESET observou que golpistas estão monitorando comentários feitos por usuários em redes sociais, como Twitter e Instagram, através de determinadas palavras-chave ou quando marcam um perfil verificado. Quando essas mensagens se referem a algum tipo de reivindicação ou inconveniente que precisa ser resolvido, perfis falsos se aproveitam da situação e enviam mensagens diretas para os consumidores.

Os criminosos usam variações do nome de conta da empresa e o mesmo logotipo, fazendo com que as vítimas acreditem se tratar da conta oficial e de um funcionário que deseja ajudar em seu problema. Para rastrear esses casos, os criminosos utilizam bots.

3. Números falsos do WhatsApp

Os fraudadores entram em contato com as vítimas via WhatsApp através de contas falsas ou então perfis que foram roubados de empresas e que têm a marca de verificação. O objetivo é convencer as vítimas de que se trata de um funcionário real e tentar obter os dados pessoais, incluindo detalhes da conta bancária.

4. Vishing

Segundo a ESET, o vishing é um ataque de engenharia social realizado através de chamadas telefônicas ou mensagens de voz. Neste caso, os criminosos entram em contato com o consumidor para fornecer os novos números de contato da entidade que está sendo forjada e, em seguida, buscam persuadir as vítimas a compartilhar dados do seu cartão. Apesar de não ser uma novidade, esta modalidade de golpe continua em alta.

Continua após a publicidade

Como se proteger?

Para Camilo Gutiérrez Amaya, chefe do Laboratório de Pesquisa da ESET América Latina, os golpes de suporte ao cliente são muito comuns e é importante que as pessoas estejam atentas e nunca compartilhem informações pessoais, visto que empresas geralmente não solicitam dados pessoais através de ligações, e-mail ou pelas redes sociais. "Muito menos compartilhar essas informações se formos contatados inesperadamente", afirma Camilo, em e-mail enviado ao Canaltech.