Equador tem vazamento de dados de mais de 20 milhões de usuários

Por Claudio Yuge | 17 de Setembro de 2019 às 08h43

A companhia israelense de criptografia vpnMentor descobriu um vazamento de dados alarmante no Equador. Uma varredura de segurança encontrou nomes e dados financeiros e civis de nada menos do que 20 milhões de equatorianos — como o país tem uma população de 17 milhões, dá para afirmar que quase todos os usuários web do país foram afetados. As informações, que incluem perfis de 6,7 milhões de crianças, estavam em uma nuvem gerenciada pela empresa Novaestrat.

O servidor estava mal configurado com a plataforma de buscas Elasticsearch, com indexação de diversas origens. Grande parte do que estava armazenado veio de uma compilação do Registro Civil do Equador. Os pesquisadores também identificaram listas do Banco Institucional da Segurança Social do Equador e da Associação de Empresas Automotivas do Equador, com um total de até 7 milhões de registros financeiros e dados de 2,5 milhões de automóveis.

(Imagem: Pixabay)

O acesso foi restringido após a intervenção da equipe de segurança cibernética de emergência no Equador, mas não dá para saber com precisão qual foi o tamanho do estrago. “A informação que posso compartilhar com vocês neste momento é que se trata de um tema muito delicado e que é uma preocupação para todo o governo e para o Estado”, disse María Paula Romo, ministra do Interior.

O governo equatoriano agora investiga o problema e mantém reuniões com o ministro das Telecomunicações, Andrés Michelena, para abordar os responsáveis pelo vazamento. A expectativa é de que ele faça um pronunciamento oficial em breve.

Fonte: Folha de S Paulo, Private Internet Access

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.