Empresas gastam por ano US$ 914 mil com perda de dados

Por Redação | 30 de Julho de 2016 às 18h30

Uma pesquisa global encomendada pela EMC Corporation revela que as empresas tem sofrido com o impacto econômico negativo gerado pela perda de informações e pela falta de conscientização quanto a proteção de dados. O estudo denominado Data Protection Index 2016, que entrevistou profissionais responsáveis pela TI de 2.200 organizações em 18 países, aponta que 13% mais empresas sofreram com a perda de dados em relação a dois anos atrás, ainda que os incidentes de perda de dados e interrupções tradicionais estejam diminuindo.

De acordo com as informações, a perda de dados gerou um custo de, em média, US$ 914.000 por caso nos últimos 12 meses. 36% das organizações entrevistadas pelo estudo tiveram dados perdidos no último ano devido a violação de segurança, enquanto que 73% das empresas não estão seguras de que são capazes de proteger ambientes de armazenamento flash.

"O mundo em que vivemos está mudando rapidamente. A tecnologia e o armazenamento estão evoluindo na velocidade da luz - e as ameaças que os negócios têm de enfrentar também", afirmou o diretor da divisão técnica de pré-vendas da RSA para o Brasil, Marcos Nehme. "Infelizmente, nossa pesquisa mostra que muitas empresas não estão cientes do potencial impacto dessas mudanças e tampouco estão se planejando para elas, o que é uma ameaça por si só".

O EMC Global Data Protection Index 2016 revela ainda que as companhias precisam enfrentar três principais desafios para protegerem seus dados no atual mercado tecnológico. A primeira delas refere-se às ameaças à proteção de dados, que não devem ser feitas apenas nas informações principais, mas também nos dados de proteção e backup. Para isso é necessário combater extorsões cibernéticas e todos os outros riscos que colocam em perigo os "dados de último recurso".

Além dessas ameaças, a EMC apontou em seu estudo a necessidade das empresas protegerem seus dados na nuvem e de colocarem em constante evolução suas soluções de proteção. No caso das companhias entrevistadas que utilizam serviços e aplicativos baseados em tecnologia de cloud computing, a pesquisa revelou que menos da metade possuem dados na nuvem seguros contra corrupção e contra exclusão. Já quanto a confiabilidade das soluções de segurança, o estudo constatou que 70% das empresas não acreditam que poderiam recuperar seus sistemasou dados caso ocorra problemas de perda de informações ou tempo de inatividade inesperado.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!