Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Dia do Consumidor: 15 sites falsos em nome de lojas são criados todo dia no país

Por| Editado por Claudio Yuge | 14 de Março de 2023 às 16h20

Link copiado!

Envato/rawf8
Envato/rawf8

Como toda data sazonal do comércio eletrônico, o Dia do Consumidor também é visado pelos criminosos digitais. A temporada de descontos que acontece neste dia 15 de março já tem seus golpes em andamento, com cerca de 15 sites falsos sendo criados todos os dias para se passarem por lojas e realizarem fraudes na venda de produtos para obter dados pessoais, financeiros e cartões de crédito.

O levantamento é da Redbelt Security, consultoria especializada em segurança digital. Os dados mostram não apenas a alta incidência de phishing, mas também como este é um valioso mercado interno para os próprios cibercriminosos, que vendem serviços focados na realização de golpes. Assim, até mesmo aqueles que não possuem os recursos ou conhecimento necessários podem praticar as fraudes.

Por meio de publicações em fóruns, grupos em mensageiros instantâneos e até vídeos no YouTube, layouts de páginas falsas que se passam por e-commerces ou instituições financeiras são vendidos a partir de R$ 200. Em alguns casos, os criminosos oferecem também os serviços de hospedagem ou gerenciamento, com o valor de um golpe completo dessa categoria podendo chegar a R$ 3.000; a expectativa de ganhos, claro, é bem maior do que isso.

Continua após a publicidade

A busca, claro, é por sistemas similares aos de grandes lojas online, o que também dialoga diariamente com a criação diária de domínios que tentam se passar por grandes varejistas do país, bancos e outras instituições financeiras. Além disso, segundo o estudo, há um interesse cada vez maior pela compra de anúncios em mecanismos de pesquisa, para que os resultados fraudulentos apareçam acima dos legítimos na hora das buscas.

O Pix é a modalidade de pagamento preferida, com muitas das páginas fraudulentas exibindo preços abaixo do mercado para produtos nessa modalidade; o dinheiro, claro, vai direto para o bolso dos golpistas. O levantamento da Redbelt também chama a atenção para golpes que acontecem “ao vivo”, com o bandido operando o site falso em tempo real. Ao detectar a inserção de informações, ele é notificado e passa a exigir mais dados enquanto realiza compras e transações financeiras em nome da vítima.

Não apenas no Dia do Consumidor, mas em toda compra online, a recomendação da Redbelt é de atenção. O ideal é não arriscar e somente realizar compras e inserir dados ao ter certeza de que as ofertas são reais e que o site acessado tem protocolos de segurança, indicados pelo ícone de cadeado na barra de endereços. Links recebidos por meio de redes sociais, e-mails ou apps de mensagem podem ser suspeitos.

Continua após a publicidade

Ao realizar pagamentos, é importante verificar dados e prestar atenção nas informações inseridas, de preferência, apenas em sites ou aplicativos oficiais das próprias lojas ou bancos. Caso seja vítima, o ideal é trocar senhas e outras credenciais imediatamente, além de informar o banco e outras instituições financeiras para que transações suspeitas sejam bloqueadas e não causem mais prejuízos.