Cuidado! Golpes que prometem o saque do FGTS voltam a ganhar força

Cuidado! Golpes que prometem o saque do FGTS voltam a ganhar força

Por Felipe Gugelmin | Editado por Claudio Yuge | 01 de Junho de 2021 às 23h20

Com o anúncio do calendário de saques-aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), voltaram a crescer os golpes que prometem dinheiro garantido em troca de dados sensíveis. Segundo o dfndr lab, do grupo PSafe, um novo golpe que promete o recebimento de valores até R$ 3,9 mil já foi detectado mais de 10 mil vezes desde seu surgimento.

Imagem: Divulgação/PSafe

O número representa a quantidade de vezes que o link malicioso foi clicado ou compartilhado através de comunicadores como o WhatsApp. Ao cair no golpe, os usuários ficam vulneráveis ao roubo de dados pessoais que podem ser usados para realizar o saque indevido do benefício pelos meios oficiais. Além disso, criminosos também usam as informações obtidas para abrir contas em bancos, assinar serviços online, entre outras ações.

Como se proteger

O dfndr lab dá as seguintes orientações:

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

  • Use soluções de segurança em seu smartphone capazes de detectar malwares e alertar sobre links perigosos;
  • Não clique em sites desconhecidos compartilhados por comunicadores instantâneos ou redes sociais;
  • Na dúvida, não compartilhe mensagens e desconfie daquelas que prometem muitas vantagens;
  • Procure por meios oficiais para obter informações sobre o saque do FGTS e só use os aplicativos oficiais da Caixa Econômica Federal.

“Outro problema é quando a vítima compartilha o falso site com seus contatos, tornando-se um vetor de disseminação do golpe, o que garante aos cibercriminosos um crescimento acelerado dos ataques”, explica Emilio Simoni, diretor do dfndr lab. A dinâmica dos golpes é semelhante a outras ações recentes, como a que prometia o saque do Auxílio Emergencial do Governo.

O caso lembra o registrado pela PSafe em julho do ano passado, quando mais de 100 mil pessoas foram afetadas por meio de mensagens no WhatsApp. Usando interfaces que emulam o Facebook e comentários de redes sociais, os criminosos atuam de forma cada vez mais sofisticada, então é preciso ficar atento para não cair em um golpe por acidente.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.