Criminosos estão roubando dados de celulares ao trocarem telas quebradas

Por Redação | 22 de Agosto de 2017 às 10h17

Quebrar a tela do celular é um problema que muitos usuários, infelizmente, já se depararam. Mas além dos problemas estéticos e funcionais que uma simples queda pode causar ao smartphone, pesquisadores descobriram que uma troca de tela pode abrir caminho para que pessoas mal-intencionadas possam roubar os dados do aparelho. Uma equipe da Universidade de Ben-Gurion, em Israel, descobriu que uma simples alteração no display do dispositivo pode levar os usuários a terem seus dados espionados e coletados por outros indivíduos.

Isso acontece devido a adição de um chip esteticamente imperceptível na tela do smartphone. Esse chip interage com o sistema operacional do dispositivo, permitindo que os criminosos possam roubar informações e acessar conteúdos sensíveis dos usuários.

Inicialmente, os testes mostraram que a vulnerabilidade está presente nos dispositivos iOS, mas isso não significa, como os próprios pesquisadores observaram, que ela não pode ser explorada em outras plataformas.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Após a instalação do componente, a solicitação para acesso aos dados do sistema é feita através de um ataque chip-in-the-middle, permitindo que os criminosos tenham acesso imediato aos smartphones. Feito isso, os hackers exploram as vulnerabilidades no driver que realiza a interação com o sistema operacional do dispositivo sem que os usuários percebam, burlando, inclusive, alguns softwares de proteção instalados no aparelho.

Segundo os pesquisadores, os atacantes podem ter acesso a diversos tipos de informações, como os códigos de desbloqueio do aparelho, dados de aplicativos e até mesmo quais toques estão sendo feitos na tela. Com essas informações, os criminosos podem trabalhar para direcionar os usuários a sites de phishing simulando toques na tela e realizar vários outros tipos de ataques.

Com os sistemas operacionais cada vez mais protegidos e aplicativos de segurança sendo atualizados constantemente com novas ameaças, o acesso ao hardware é um grande atrativo para os criminosos. Assim, é importante verificar sempre a confiabilidade das assistências técnicas de dispositivos eletrônicos, dando prioridade às redes autorizadas das fabricantes.

Fonte: Pplware

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.