SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Como evitar os adwares no celular?

Por| 05 de Julho de 2022 às 21h20

Link copiado!

Pexels/Ron Lach
Pexels/Ron Lach

As pragas que invadem nossos celulares para ficar exibindo anúncios muitas vezes até podem parecer inofensivas. Mas muitos dos chamados adwares, além de serem irritantes e persistentes, também costumam disfarçar perigos maiores. Então, assim como qualquer coisa que contamine seu aparelho, é melhor evitá-las. E como fazer isso?

Bem, antes de mais nada, é preciso compreender por que os bandidos distribuem os adwares. Os criminosos aproveitam o fato de esses tipos de praga não danificarem exatamente o aparelho ou não roubarem dados, o que chamaria muita atenção dos programas antivírus. Enquanto isso, eles usam a capacidade do dispositivo para seus próprios fins.

Há dois principais tipos de adwares: os spammers e os clickers. Os spammer enchem o celular de anúncios indesejados; enquanto os clickers executam operações ocultas, como cliques em anúncios sem que o usuário esteja ciente. Ambos buscam o grande volume de receita por cliques. Além disso, como citado anteriormente, essas pragas podem coletar dados e vendê-los para terceiros.

Continua após a publicidade

“Geralmente eles são indesejados e podem arruinar nossa diversão num aplicativo. Eles também representam uma ameaça aos usuários, já que cibercriminosos podem usá-los como portas de entrada para fazer dinheiro com anúncios ou roubar informações pessoais”, comenta o diretor da área de Inteligência de Ameaças Móveis e Segurança da Avas, Nikolaos Chrysaidos.

Como se proteger de adwares no celular

Segundo os especialistas da Avast, as cinco ações abaixo podem ajudar a proteger os dispositivos de infecções de adwares:

  • Baixe aplicativos somente das lojas oficiais, como a Google Play ou diretamente do site do aplicativo. Assim, você tem mais garantias de que não estará baixando um software falso ou que tenha sido comprometido;
  • Confira a avaliação dos aplicativos para ter uma ideia se você está prestes a adquirir algo falso. Se ele conta com poucas estrelas e muitos comentários negativos, ligue o sinal de alerta;
  • Antes de baixar um aplicativo, confira cuidadosamente as permissões solicitadas. Se for solicitado acesso a dados que não são necessários para o funcionamento do aplicativo, isso pode ser um sinal de fraude;
  • Confira os seus extratos bancários e dos cartões de crédito para ver se não houve nenhum pagamento não-autorizado ou cobrança mensal de alguma assinatura;
  • Use um antivírus para smartphones, para que os adwares e outros malwares sejam identificados e bloqueados rapidamente, antes mesmo de causarem algum dano.
Continua após a publicidade

Fonte: Avast