Celulares são os itens mais explorados por golpistas no e-commerce em 2022

Celulares são os itens mais explorados por golpistas no e-commerce em 2022

Por Felipe Demartini | Editado por Claudio Yuge | 15 de Junho de 2022 às 13h20
Rawpixel/Envato

Os celulares são os produtos mais visados pelos golpistas na hora de realizar fraudes por meio do comércio eletrônico. Os smartphones representaram 40% dos casos registrados durante o primeiro trimestre de 2022, seguidos de vídeo games, com 19%, e computadores, com 12%. Como dá para imaginar, os iPhones são os preferidos dos criminosos, com 70% dos golpes envolvendo dispositivos desse tipo.

Os dados aparecem em um estudo da OLX, realizado ao lado da plataforma de proteção de identidade AllowMe. O levantamento também mostrou que o antigo golpe da compra confirmada, no qual e-mails e comprovantes de pagamento são fraudados para simular uma aquisição de produto e induzir o vendedor ao envio, é o mais comum, com 68% dos casos de fraude registrados entre janeiro e março deste ano.

Em segundo lugar estão os anúncios falsos, com 31%, quando o criminoso faz a publicação de um produto sem o possuir de verdade, como forma de atrair compras e transferências das vítimas. Tal informação dialoga diretamente com outro dado da categoria iPhone, na qual os anúncios fraudulentos são feitos por valores cerca de 14% mais baratos que os produtos idôneos, justamente como forma de chamar mais atenção dos clientes e aumentar a possibilidade de um golpe bem-sucedido.

O valor também mostra sua importância na lista de dispositivos mais visados pelos golpistas, com o iPhone 11, mais caro, liderando à frente do iPhone XR e do iPhone 8 Plus, modelos com preços mais baixos e que podem passar por unidades usadas ou antigas. O iPhone 12 Pro Max e o iPhone 11 Pro Max completam a lista.

Amostra de comprovação de pagamento fraudada, usada por criminosos no golpe da compra confirmada para induzir vendedores a realizarem o envio do produto (Imagem: Reprodução/RecordTV)

O prejuízo estimado pela OLX pelos golpes praticados no primeiro trimestre de 2022 é de R$ 39,7 milhões, com a maioria das vítimas sendo homens (70%), com idades até 31 anos (77%). O estado de São Paulo foi o que teve mais fraudes confirmadas, com 30% dos casos, seguido do Rio de Janeiro (16%) e Minas Gerais (9%).

“Os fraudadores atuam, principalmente, na falta de conhecimento dos usuários sobre os processos de compra e venda eletrônica para aplicar engenharia social e enganá-los”, explica Beatriz Soares, diretora de produto e operações da OLX. Na visão dela, a educação sobre os sistemas e comportamentos suspeitos pode ajudar na proteção dos clientes e evitar que as pessoas caiam em golpes desse tipo.

Já Ranier Aquino, especialista em prevenção à fraude do AllowMe, aponta a impulsividade como principal fator, com os usuários “deixando a razão de lado” ao verem preços mais baixos e estoques limitados de um produto que desejam muito. “[Os clientes] aguem pela emoção, têm pressa e acabam não se atentando às dicas de segurança das plataformas, deixando de conferir comprovantes de pagamento e contas de recebimento”, completa.

Como se proteger de golpes no e-commerce

A atenção e o desconfiômetro são os melhores aliados das compras seguras na internet. Fique atento, sempre, a anúncios que prometam produtos populares a preços bem abaixo do usual ou promoções boas demais para serem verdade — normalmente elas são mentira. Sites falsos, também, podem ser usados para atrair compras fraudulentas, usando o nome de grandes varejistas e marcas.

Na hora de vender um produto, fique atento a comprovantes e documentos, verificando se o valor caiu em sua conta antes de realizar o envio. Da mesma maneira, na compra, é importante observar a reputação de vendedores e lojistas, em busca de comentários negativos ou que denotem problemas, antes de realizar qualquer tipo de pagamento; prefira sempre os meios sancionados pelas próprias lojas, em vez de depósitos diretos ou transferências via PIX.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.