Caixa suspende milhões de contas por suspeita de fraude do Auxílio Emergencial

Caixa suspende milhões de contas por suspeita de fraude do Auxílio Emergencial

Por Felipe Autran | 21 de Julho de 2020 às 17h08
Marcelo Camargo/Agência Brasil

Na tarde desta terça-feira (21), a Caixa Econômica Federal informou, através do seu presidente Pedro Guimarães, que milhões de contas de poupança digital do banco foram canceladas por suspeita de fraude envolvendo o recebimento do Auxílio Emergencial de R$ 600. A declaração foi feita durante uma entrevista ao vivo para a publicação InfoMoney.

De acordo com Guimarães, as fraudes aconteceram porque o sistema de cadastramento permitia que várias pessoas fizessem o registro e dessem entrada no pedido de auxílio utilizando um único celular. Isso foi feito para permitir que cidadãos sem acesso a um smartphone usassem o aparelho de outra pessoa na hora de realizar a operação, mas acabou servindo como porta de entrada para que hackers se cadastrassem usando dados de outras pessoas.

Ainda segundo Guimarães, a maioria das contas suspensas era de hackers, mas algumas pessoas que tiveram seus dados utilizados indevidamente também foram penalizadas. A empresa informou que está notificando todos os afetados e pedindo para que eles se dirijam a uma agência da Caixa, portando seu documento de identidade, para regularizar a situação. A promessa é de que o processo de liberação não demore mais do que três minutos após a confirmação da identidade do dono da conta.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

“Com a implementação rápida que tivemos que fazer para distribuir o auxílio lá no começo, sobraram algumas brechas de segurança. Em maio, em uma janela de dez dias, hackers acessaram milhares de contas. Identificamos todas e já corrigimos os problemas, mas pessoas honestas tiveram suas contas bloqueadas porque tivemos que salvar o dinheiro público”, afirmou Guimarães.

Utilize apenas apps oficiais da Caixa

No total, cerca de 5% das contas que receberam o Auxílio Emergencial foram bloqueadas pelo banco, segundo a fala de Guimarães na InfoMoney. Como cerca de 65 milhões de brasileiros receberam o pagamento, a estimativa é de algo em torno de 3 milhões de contas afetadas.

Em nota, o banco informou que "o aplicativo Caixa Tem possui múltiplos mecanismos integrados de segurança, mantendo-se inviolável e seguro. O baixo percentual de fraudes observado deve-se à engenharia social, em que são utilizadas informações, documentos e acessos dos próprios clientes. Assim, recomenda-se utilizar apenas os aplicativos oficiais da Caixa e jamais compartilhar informações pessoais”.

Fonte: InfoMoney

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.