Brasileiros não sabem lidar com o lixo eletrônico, diz nova pesquisa

Brasileiros não sabem lidar com o lixo eletrônico, diz nova pesquisa

Por Dácio Castelo Branco | Editado por Claudio Yuge | 07 de Outubro de 2021 às 15h30
Reprodução/Alesp

O que é lixo eletrônico? E como descartá-lo? Segundo uma pesquisa encomendada Green Eletron, empresa do ramo de logística reversa de eletroeletrônicos e pilhas, que ouviu mais de 2 mil pessoas, 23% dos brasileiros não sabe o que é esse resíduo, nem como é feito seu processo de descarte. 

A pesquisa encomendada pela Green Eletron e conduzida pela Radar Pesquisas tem o nome de "Resíduos eletrônicos no Brasil - 2021". O objetivo deste estudo é entender o hábito dos brasileiros quanto ao descarte do lixo eletrônico e verificar as diferenças de comportamento e conhecimento da população nas cinco regiões do país, para que ações efetivas possam ser tomadas, levando a uma melhora do cenário de reciclagem no país.

Lixo eletrônico é o termo usado para se referir a produtos elétricos ou eletrônicos que pararam de funcionar ou não tem mais utilidade. Esses itens, na maioria das vezes, contam com diferentes materiais em sua composição, que podem ser desmontados, reciclados e usados como matéria-prima para fabricação de novos produtos, reduzindo a extração de recursos da natureza, além de gerarem novos empregos no processo

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Os resultados da pesquisa

O estudo contou com mais de 2.075 participantes da pesquisa, de 13 Estados e o Distrito Federal: SP, RJ, MG, ES, BA, CE, PE, RS, PR, SC, PA, GO, DF e MS.

Dessas mais de 2 mil pessoas, 87% já haviam ouvido falar em lixo eletrônico, e 42% deles relacionam o conceito com aparelhos quebrados. Porém, 33% dos entrevistados responderam que lixo eletrônico está relacionado ao meio digital, como spam, e-mails, fotos ou arquivos, mostrando a existência de muitas dúvidas sobre o tema.

71% dos participantes também alegaram que não há muita informação na mídia sobre o assunto, e 87% afirmaram que guardam algum tipo de eletroeletrônico sem utilidade em casa.

A faixa de idade que mais alegou desconhecer o assunto foi entre 18 e 25 anos, com 14%. Na faixa de 26 a 45 anos, 5% dos entrevistados alegaram não saber sobre o tema e, na faixa de 46 a 65 anos, somente 3% se mostraram não educados sobre o lixo eletrônico.

Porém, a faixa entre 18 e 25 anos, ao mesmo tempo que é que mais desconhece sobre o assunto, também é a que menos acredita que o lixo eletrônico é relacionado ao meio digital, com 28% dos participantes desse nível citando spam como um resíduo eletrônico, contra 36% dos entrevistados na faixa de 26 a 45 anos e 31% na faixa de 46 a 55 anos.

Gráfico mostrando quais são os itens considerados como lixo eletrônico pelos entrevistados. (Imagem: Captura de Tela/Dácio Augusto/Canaltech)

Os entrevistados também foram questionados sobre quais aparelhos podem ser considerados lixo eletrônico. 91% dos entrevistados responderam notebooks, celulares e tablets como resíduos, 89% também consideram TVs e monitores LCD como recicláveis e 86% Impressora, projetores e outros equipamentos de imagem.

No outro extremo, 51% dos entrevistados não acredita que lâmpadas comuns, incandescentes e fluorescentes são lixos recicláveis, e 34% acreditam que lanternas não são lixo eletrônico, sendo que todos são. 

Resultados sobre por quais razões os entrevistados não levam lixo para pontos de coleta. (Imagem: Captura de Tela/Dácio Augusto/Canaltech)

Por fim, a pesquisa perguntou sobre a razão de muitos dos entrevistados não levarem lixos para os pontos de coleta. 20% responderam que não sabem onde levar, 21% alegaram que não existe ponto de coleta onde eles moram e 21% explicaram que os pontos são distantes de suas residências.

A pesquisa completa está disponível no site da Green Eletron. Para baixá-la, basta clicar aqui.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.