Brasil já teve pelo menos 100 milhões de celulares roubados ou furtados

Por Ramon de Souza | 23 de Julho de 2020 às 19h15
Cidades na Net

Uma nova pesquisa realizada pelo site Mobile Time em parceria com a Opinion Box revela uma estatística alarmante: mais de 100 milhões de celulares já foram roubados ou furtados no Brasil. No total, pelo menos 64 milhões de cidadãos com mais de 16 anos já foram vítimas desse tipo de crime.

O estudo levou em consideração as respostas concedidas por um total de 2.074 entrevistados com acesso à internet e um telefone móvel pessoal. Metade dos participantes confirmaram que, em algum momento de suas vidas, já tiveram um aparelho roubado e furtado.

Os dados foram então cruzados com aqueles apresentados pela pesquisa TIC Domicílios para estimar um número absoluto de gadgets subtraídos ao redor do país, atingindo a incrível marca de 102,4 milhões de dispositivos. Para piorar, a proporção da população que já foi vítima desse tipo de violência subiu três pontos percentuais em relação ao ano passado, atingindo 50% em comparação com 47%.

Ademais, também assusta que, na nova edição do estudo, é possível observar diferenças nas proporções de vítimas dentro do conceito de classes sociais — um fenômeno inexistente até então. Os internautas da classe A e B foram os mais afetados (55% deles já tiveram um celular subtraído), com as castas C, D e E ficando logo após (com participação de 49% das vítimas).

Analisando a faixa etária, brasileiros com 30 a 49 anos são os que mais sofrem com roubos, totalizando uma fatia de 54% dos casos; em seguida, temos a faixa de 16 a 29 com 51% e 50 anos ou mais com 39%. Geograficamente falando, os estados do Centro-Oeste são os mais violentos (51% de incidência), seguidos pelo do Sudeste (49% dos casos) e do Sul (40%).

Fonte: Mobile Time

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.