As 3 maneiras mais fáceis de fazer backup dos seus arquivos [para Iniciantes]

Por Dimitri Pereira

Todo mundo sabe que é necessário fazer backup de todos os aquivos e imagens pessoais, mas com a correria do dia a dia sempre deixamos para depois. Agora não seria uma boa hora para fazer isso?

Fazer backups de seus arquivos é de extrema importância. O backup minimiza o risco de perda de documentos fiscais, fotos de família, trabalhos da escola, incêndio ou falha no disco rígido.

Antes de conhecer as maneiras de fazer backup dos seus arquivos, deve saber que a melhor forma de garantir que você não perca esses documentos e fotos importantes é não depender exclusivamente de apenas um método.

Certifique-se de armazenar cópias desses arquivos, não só no computador, mas em dois ou mais métodos listados abaixo. Você pode até mesmo manter cópias em um computador secundário, se possível. Quanto mais backups tiver, melhor, mas dois já são mais que suficientes.

Adquirir o hábito de fazer backups de seus arquivos regularmente, a cada semana ou mês, ou sempre que receber documentos importantes é o ideal. Além disso, cuidado com as soluções de armazenamento físico, como discos rígidos externos e pen drives, pois eles podem quebrar ou ter problemas ao longo do tempo. Você também precisará substituí-los depois de alguns anos para garantir que não falhem e destruam seus arquivos no processo.

A seguir você vai ver como é fácil manter sua vida digital a salvo em 3 formas diferentes, porém bem fáceis.

Método 1: Disco rígido externo

O que é um disco rígido externo?

O disco rígido externo é uma unidade de disco rígido como o que você tem dentro do seu computador, no qual pode armazenar qualquer tipo de arquivo como documentos de texto, fotos, programas, músicas etc. Muitos são bem pequenos e portáteis, tornando-os fáceis de serem transportados ou guardados em uma gaveta ou cofre, por exemplo. Outros são maiores e projetados para ficarem em sua mesa.

Como os discos rígidos externos funcionam?

Essas unidades externas se conectam ao seu computador para oferecer armazenamento extra, normalmente através de um cabo USB. Uma vez conectados, já são ligados automaticamente, e você só precisa arrastar e soltar, ou copiar os seus arquivos ou pastas do seu computador para o disco rígido externo, que aparecerá como uma outra pasta na tela. Quando sincronizados com a unidade, seus arquivos estarão em segurança longe do seu computador e estarão protegidos no caso do seu computador ser roubado ou danificado.

Quais são os riscos potenciais?

Os discos rígidos externos podem falhar a qualquer momento, por várias razões diferentes. Um dia você pode tentar ligá-lo e ele não funcionar, o que significa que você não poderá ter acesso ao conteúdo. É raro que um disco rígido externo novo falhe, e a maioria pode durar por muitos anos antes de precisarem ser substituídos, mas que as falhas acontecem, acontecem. Deve-se ter noção disso.

Qual o disco rígido externo devo comprar?

Esses discos rígidos vêm em vários tipos com tamanhos e capacidades diferentes de armazenamento. Se você possui apenas poucos arquivos de fotos para fazer backup, um de 500GB ou um drive de 1TB, que variam entre R$200 e R$400 são mais do que o suficiente. Um drive de 1TB pode abrigar algumas centenas de milhares de fotos tiradas com uma câmera de 8 megapixels, ou milhares de documentos, tudo depende do tamanho dos arquivos. Se você precisa de mais do que isso para fazer seu backup, escolha um modelo de 2TB. Esses modelos começam em torno de R$400.

Alguns discos rígidos externos têm um case resistente, impermeável e à prova de fogo, e são exatamente esse tipo que vale a pena comprar se quiser realmente manter sua vida digital em segurança, preocupado com os imprevistos que podem vir a acontecer e que danifiquem a unidade física.

Método 2: Pen drives

O que é um pen drive?

Pen drives ou flash drives são pequenas unidades físicas, portáteis, muitas vezes não maiores que uma caixa de chiclete. Existe uma diversidade de modelos, que variam de simples caixinhas retangulares a personagens de desenho animado. A maioria pode ser anexada a um chaveiro.

Como um pen drive funciona?

Essa unidade se conecta ao seu computador através de uma porta USB. Como o disco rígido externo, você seleciona, arrasta e solta seus documentos para ele. Uma vez carregado, esses arquivos estarão em segurança até que você os remova.

Quais são os problemas potenciais?

Pen drives podem quebrar, falhar ou ficarem corrompidos, o que os torna inúteis. Se alguma dessas fatalidades acontecer, você não poderá ter acesso aos arquivos nele colocados. É pouco provável que um pen drive novo possa falhar, mas também tenha consciência que isso pode acontecer.

Qual pen drive devo comprar?

Pen drives são bem menores que os discos rígidos externos, portanto, possuem menos espaço de armazenamento. As maiores unidades têm 256GB de espaço para armazenamento, o que é suficiente para abrigar alguns milhares de documentos e fotos (sempre dependendo do tamanho dos arquivos).

Pen drives são indicados para pessoas que possuem poucos arquivos para backup, mas são excessivamente grandes para backup de trabalhos escolares, por exemplo.

Essas unidades variam muito de preço, a partir de R$10 já é possível comprar um, mas os preços podem chegar a R$500, então escolha um que tenha um tamanho adequado que atenda às suas necessidades de trabalho e de armazenamento. Ou um que combine com o seu estilo.

Método 3: Armazenamento em nuvem

O que é armazenamento em nuvem?

Armazenamento em nuvem é um sistema no qual você move os arquivos do seu computador para um servidor em um centro de dados, isso num espaço online, ou seja, fora de um dispositivo físico.

Uma empresa de armazenamento em nuvem usa esses servidores para oferecer uma quantidade de espaço que você aluga para manter seus arquivos a salvo.

Como o armazenamento em nuvem funciona?

Você precisa antes de tudo se inscrever em um desses serviços de armazenamento em nuvem. Depois você faz o upload dos arquivos através de um aplicativo, ou pelo site da empresa na Internet.

Você pode ver, modificar e apagar arquivos guardados na sua conta de armazenamento em nuvem a qualquer momento, a partir de qualquer computador ou dispositivo móvel em qualquer lugar do mundo; e você pode também fazer o download dos seus arquivos de volta ao computador sempre que desejar.

Quais são os problemas potenciais?

Embora o armazenamento em nuvem seja uma ótima opção para backup, alguns riscos existem. Os serviços de armazenamento em nuvem podem ser invadidos por hackers. Em 2014, por exemplo, quando houve uma falha na segurança do serviço do iCloud da Apple, várias fotos de celebridades vazaram.

Outro risco que pode acontecer é se a empresa de armazenamento em nuvem sair do negócio e desligar as operações. Isso já aconteceu com uma empresa chamada Firedrive. Se a empresa que escolher fizer isso, você não será capaz de acessar os arquivos armazenados em sua conta.

Outro inconveniente pode ser um longo tempo gasto para carregar a pasta na nuvem, que pode usar toda sua banda de internet e atrapalhar a sua conexão temporariamente. Além disso, sem conexão, você não poderá acessar os seus arquivos armazenados em sua conta.

Em qual empresa de armazenamento em nuvem devo me inscrever?

O armazenamento em nuvem é barato e várias empresas desse setor oferecem pequenas quantidades de armazenamento gratuito. Por uma taxa mensal que começa em torno de US$5, você pode obter espaço extra. O armazenamento em nuvem é uma ótima opção para quem quer fazer backup de fotos, já que várias empresas possuem aplicativos móveis que enviam automaticamente as fotos tiradas com um smartphone ou tablet direto para a nuvem.

Esse foi um post para iniciantes, mas sempre é bom lembrar dos backups! Fique atento! Não corra o risco de perder seus documentos!

Esse post foi útil? Compartilhe conosco suas experiências de backup e perda de arquivos!

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!