PlaceRaider utiliza a câmera do celular para espionar e roubar dados

Por Redação | 01 de Outubro de 2012 às 19h00

Pesquisadores criaram um novo tipo de malware para aparelhos Android. Conhecido como PlaceRaider, ele utiliza a câmera do aparelho e outros sensores para criar um modelo em três dimensões de um ambiente interno que podem ajudar bandidos a roubar, baixar e estudar 'objetos virtuais' como documentos financeiros e informações disponíveis em monitores de computadores. Saiu no PC World.

O PlaceRaider captura as imagens do ambiente interno como, por exemplo, escritórios, e permite o mapeamento físico do ambiente, o que possibilita pessoas mal intencionadas a roubar informações e até realizar roubos físicos - tudo isso por meio do armazenamento de imagens do local.

O software, criado por pesquisadores e militares, ainda é capaz de desligar os alto-falantes do dispositivo para que quando alguém estiver espionando o usuário, ele não receba o alerta sonoro que indica que uma nova imagem foi capturada pela câmera.

Malwares como o Soundminer foram projetados para escutar conversas eletrônicas e usar o sistema de reconhecimento de voz do seu dispositivo para decodificar detalhes do seu cartão de crédito quando o usuário entra em contato com o seu banco, por exemplo. E ele também foi programado para reconhecer e decodificar os tons emitidos quando as teclas do aparelho são pressionadas.

Android vírus

Os pesquisadores são financiados para descobrir e produzir vulnerabilidades nos sistemas

Os pesquisadores por trás da criação desses malwares para dispositivos móveis são bem pagos para isso e eles possuem diversos modelos de aparelhos para realizarem os testes. E, ainda segundo a publicação, mesmo eles provando as habilidades dos aparelhos de realizarem esses tipos de truques, um hacker comum não conseguiria utilizar esses malwares por conta própria.

Supondo que eles conseguissem, acredita-se que uma grande quantidade de dados teria que ser vasculhada no sistema do aparelho até que ele pudesse encontrar um extrato bancário que foi exibido em sua tela e que a câmera do smartphone pudesse capturar.

O PlaceRaider foi criado com a concessão de uma bolsa da National Science Foundation a pesquisadores da Escola de Informática e Computação da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, e do Naval Surface Warfare Center.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.