Google contrata especialistas em segurança para combater crime na internet

Por Redação | 16.07.2014 às 12:50

O Google anunciou nesta terça-feira (15) o "Project Zero", uma nova equipe dentro da empresa formada por especialistas em segurança de informação que irá trabalhar em prol da proteção de dados na Internet como um todo. Em um comunicado, a companhia disse que qualquer pessoa deve ser capaz de usar a Web sem medo de ataques criminosos ou patrocinados pelo Estado para infectar o seu computador, roubar segredos ou monitorar suas comunicações.

No foco dessa preocupação estão as vulnerabilidades conhecidas como Zero-Day. Estas são falhas de segurança que ainda não foram divulgadas publicamente, e por isso não têm um patch de correção disponível.

"Nosso objetivo é reduzir significativamente o número de pessoas prejudicadas por ataques direcionados", publicou a companhia.

Muitos funcionários da empresa concentram seu tempo na investigação de falhas de segurança em softwares internos e de terceiros, mas esta será a primeira vez que os esforços serão para beneficiar a internet de maneira geral.

A empresa diz "não colocar quaisquer limites específicos nesse projeto", ou seja, qualquer software do qual dependa um grande número de pessoas poderá ser periciado. O Project Zero vai usar abordagens padrão, como localizar e relatar vulnerabilidades, mas também irá realizar novas pesquisas sobre atenuações, exploração, análise do programa "e tudo o que os nossos investigadores decidirem que é um investimento que vale a pena."

Cada novo bug será arquivado em um banco de dados externo, mas estará disponível primeiramente apenas para o fornecedor do software. Uma vez que esteja público, isto é, que uma correção da falha esteja disponível, qualquer pessoa terá acesso ao relatório.

O Google está contratando profissionais para a equipe do "Project Zero", e é só questão de tempo para termos mais um grande aliado na luta contra o crime digital.