Vírus embutido em DNA humano é capaz de infectar computadores

Por Redação | 10 de Agosto de 2017 às 15h53

Pesquisadores da Universidade de Washington conseguiram armazenar um vírus de computador em genes humanos, e usá-lo para contaminar computadores. O estudo foi documentado e será apresentado em um simpósio no Canadá no próximo dia 17.

A técnica se aproveita de softwares que cientistas usam para analisar o DNA. Esses programas são usados para transformar o código genético em informações digitais para se analisar a sequência genômica de uma pessoa. Então, o que a equipe decidiu testar foi pegar uma sequência de DNA sintética e incluir ali um trecho contendo 176 letras. Na sequência, usaram uma máquina de sequenciamento capaz de ler essas letras, armazenando-as como códigos binários.

Ao ser digitalizado, esse código binário resultou na criação de um malware capaz de infectar máquinas e roubar informações dela. Apesar de o vírus criado não ser muito potente, não sendo capaz de burlar antivírus e configurações de segurança padrão, os cientistas conseguiram mostrar que o DNA é capaz de armazenar esse tipo de coisa, podendo abrir as portas para um novo campo de ação para os hackers do futuro.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Ainda segundo os pesquisadores, a mesma técnica pode ser usada em amostras falsas de sangue e saliva para que os criminosos ganhem acesso a bases de dados de universidades, clínicas e hospitais, roubando informações de laboratórios e descobrindo segredos, até então, guardados a sete chaves.

Fonte: Mashable

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.